quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Atualização Patrimonial - NOV/16 R$206.209,64 (-1,54%)

Olá pessoal, tudo bem ?

Muitas coisas aconteceram neste mês. A maior parte relacionada ao lado profissional, com meu chefe conseguindo uma transferência para o exterior em uma vaga que eu também estava disputando. Após a decepção e o tempo necessário para organizar o pensamento, eu também recebi a noticia de que nao vou ficar com a vaga dele; na verdade, ninguem vai ficar com a vaga dele. Provavelmente, virá alguem do mercado para substituir o meu chefe e isso deve causar bastante atrito na empresa.

Apenas para dar uma rápida atualização para voces, como eu ja falei no posto anterior, uma recrutadora me ligou marcando uma entrevista para uma determinada oportunidade. Posso dizer que a conversa ja evoluiu e apenas para nao misturar os assuntos, eu vou contar tudo na proxima postagem. Adiantando que ja apareceu uma segunda oportunidade e talvez uma outra oportunidade (nao tão boa assim) na propria empresa onde eu trabalho atualmente.

Independente disso, também no lado pessoal eu vou passar a semana entre Natal e Ano Novo conhecendo um lugar novo para recarregar as baterias. Vou viajar para a Costa do Descobrimento e visitar Porto Seguro, Santa Cruz Cabralia, Santo Andre, Arraial D´Ajuda e Trancoso. Tenho um amigo que tem uma casa na região e ele vai viajar para fora do país. Desta forma, ele me convidou para conhecer o lugar e ficar hospedado na casa dele que estará livre no período.

Mas vamos a atualizaçaõ patrimonial de Novembro:

1 - Poupança:


Nenhuma mudança por hora na estrategia de investimentos. Sendo bem sucinto e pratico, continuo com os R$10K aportados.


2 - Tesouro Direto:


Mais um mes de reinvestimentos dos alugueis recebidos em FII´s. Os valores foram direcionados para Renda Fixa - Tesouro Direto. ainda nao atingi o percentual estipulado na carteira, por isso sigo balanceando a mesma junto aos FII´s.


3 - FII´s:


Mês um pouquinho complicado para os FII´s com desvalorização superior a 3% na minha carteira. De qualquer forma, continuo recebendo os alugueis e reinvestindo na Renda Fixa para balancear a carteira.


4 - Total:


No total, a carteira recuou algo em torno de R$3K. Apesar do resultado nao tao bom, considero que o ano acabou sendo muito interessante do ponto de vista financeiro, já que continuo acima da barreira dos 200K. Além disso, felizmente ja paguei o presente de casamento que tive neste mes e estou livre para voltar a aportar a partir de Dezembro.

Este ano, praticamente nao houve aportes por diversos motivos: desde questões de saude da minha mae, presentes de casamento (foram 05 vezes que fui padrinho este ano) e a compra de um terreno. Mas, a aprtir de Dezembro, os aportes voltam ao mercado financeiro para aumentar minha carteira de investimentos.

Um grande abraço,

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Entrevista de Emprego - Parte 1

Olá Pessoal, tudo bem ? 

Como voces sabem, eu tentei uma transferencia para uma filial da empresa que fica nos Estados Unidos. Após diversos desdobramentos, o meu atual chefe fez algumas manobras politicas e acabou ficando com a vaga. Não ser escolhido para uma vaga costuma ocorrer com certa frequencia no mundo corporativo e tenho certeza que muitos colegas já estiveram em uma situação parecida.

Fiquei um pouco decepcionado por perder a oportunidade da transferencia, apesar de saber que o risco de não conseguir esta movimentação era bastante alto. Porém, logo apareceu uma outra oportunidade: eu poderia assumir a posição do meu chefe. Já que ele será transferido, abre a posição dele e eu poderia assumir esta vaga. Seria algo interessante para minha carreira, a transição seria muito fácil, tenho o apoio de alguns colegas importantes e conseguiria gerenciar bem os projetos que estão em andamento.

Infelizmente, apesar de eu nao ter jogado a toalha ainda, tudo indica que também não irei ficar com esta posição. Provavelmente, deve vir um profissional do mercado e esta possibilidade também desmotivou muito os meus colegas. Todos esperavam uma promoção de um profissional da empresa, ainda que nao fosse a minha promoção. Mas a possibilidade de um profissional do mercado ser contratado surpreendeu e desmotivou a todos.

Usei uma parte do meu tempo no feriado para tentar avaliar a situação com mais tranquilidade. Cheguei a conclusão de que eu tenho uma remuneração compativel com o mercado, apesar de estar assumindo as responsabilidades do meu chefe e nao ser remunerado por isso. Tenho uma certa facilidade de chegar a empresa, pois a localização é bem servida de acesso via transporte publico ou mesmo com o meu carro, tenho um valor acumulado no FGTS que; em caso de demissão, me permitiria passar um bom tempo com as despesas pagas e tentar alçar projetos diferentes. Falando em projetos diferentes, eu ja fiz a qualificação do meu artigo no mestrado e resta somente defender e receber o diploma; podendo inclusive passar a trabalhar no mundo academico.

Com todos estes pormenores mencionados acima, eu fiquei um pouco mais tranquilo (mas não menos decepcionado) e decidi ir tocando as minhas atividades e projetos e verificar o que ocorre neste final de ano e também no ano de 2017, que tem potencial para ser ainda um ano bem complicado do ponto de vista economico do país e não sei se boas oportunidades serão geradas para uma recolocação no mercado.

Dito tudo isto, ontem, para minha surpresa, recebi uma ligação. A pessoa se identificou como sendo de uma consultoria de RH que está trabalhando uma vaga de executivo senior para Departamento de Compras em uma multinacional americana. 

Após alguns minutos de conversa, a pessoa me informou que chegou ao meu nome através de uma indicação de um colega na antiga empresa. Ele mencionou meu nome e ela decidiu checar o meu perfil no Linkedin e havia gostado da minha experiencia e aproveitou e solicitou o envio de um CV.

Encaminhei meu CV (sempre mantenho este documento atualizado) e ela retornou no final da tarde. Na ligação o tom foi bem positivo e ela havia falado com o ex-colega novamente e ele havia confirmado que eu sou um bom profissional e feito boas recomendações. Então, a pessoa da consultoria de RH verificou a minha disponibilidade para uma entrevista; e para resumir, está agendado hoje as 16:30 horas.

Assim como fiz no passado, pretendo relatar aqui todos os detalhes deste processo, pois acredito que pode ajudar aos colegas e os mais jovens que estão passando por esse processo de entrevistas. Podem aprender com os meus erros e acertos - e sempre é interessante ter mais informações sobre o que ocorre nestas entrevistas.

Não sei ainda qual é a empresa e nem qual foi o colega que indicou meu nome. Isto será mencionado hoje durante a entrevista. Nao sei sobre salário, nem beneficios, nem o nome da empresa ... sei apenas que se trata de uma vaga de Executivo Senior para Departamento de Compras de uma multinacional americana; e que dentro do escopo do Departamento está incluido Compras Material Direto / Compras Material Indireto / Logistica / Material de Reposição e Aftersales.

Durante a entrevista pretendo descobrir qual o segmento da empresa (se possivel também o nome), mais detalhes sobre a posição e também uma referencia do salário e beneficios oferecidos, tamanho da equipe de compras e perfil dos profissionais, metas da empresa no curto prazo, etc...

De toda a forma, fiquei contente de saber que o perfil é atrativo para o mercado e que é possivel gerar entrevistas com o meu CV. Não comecei a procurar novas oportunidades, apesar de ter dito que faria isso, pois estava aguardando o inicio do proximo ano. Porém, dependendo do desempenho que eu tiver na entrevista e do feedback da empresa responsavel pela seleção, eu posso antecipar um pouco o inicio da busca por novas oportunidades.

Hoje eu vim trabalhar e deixei paletó e gravata no carro (normalmente eu venho de transporte publico). Não quero gerar nenhum tipo de especulação pois sei que sou observado e que devido a questão de não ser o escolhido para a transferencia para os Estados Unidos, a minha liderança está observando com um pouco mais de atenção e nao posso demonstrar sinais de desmotivação.

Agora é revisar o CV novamente, selecionar mentalmente dois ou tres exemplos de projetos de sucesso, selecionar um caso onde teria feito algo diferente, preparar para responder as perguntas-padrão das consultorias e tentar agregar minhas experiencias e resultados mais relevantes.

Depois eu conto para voces o que ocorrer na entrevista.

Um grande abraço,

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Costumes Brasileiros Curiosos

Olá pessoal - tudo bem ?

Deixando um pouco de lado as ultimas postagens sobre a minha situação na empresa e armadilhas do mundo corporativo (várias coisas ocorreram, mas vou relatar em postagens futuras), quero aproveitar a oportunidade para dividir com vocês algumas coisas observadas durante projetos que eu participei com pessoas de outros países. 

Algumas vezes tive a oportunidade de trabalhar com estrangeiros aqui no Brasil e, em outras oportunidades, tive a oportunidade de visitar a terra deles. Nas duas formas de convivio, eu observei que alguns costumes que nós temos aqui no Brasil podem parecer estranhos para pessoas de outras culturas. 

E, aproveitando que diversos colegas trabalham em empresas multinacionais ou tem contato com pessoas de outras culturas, eu achei interessante dividir as minhas experiencias e observações com voces.

Vale ressaltar que trabalhar e conviver com pessoas de cultura diferente da nossa é algo muito bacana. Sempre aprendemos coisas diferentes e a nossa forma de enxergar o mundo se altera permanentemente.

Mas vamos a lista de costumes que, de acordo com minhas observações, geraram alguma sensação de "curiosidade" nos colegas de outros paises:

- Avisar que vai ao banheiro: isso ocorreu quando eu estive na Australia. Estamos em quatro brasileiros e mais um grupo de australianos e decidimos almoçar em um restaurante proximo da empresa. No meio do almoço, um colega brasileiro pediu licença pois iria ao banheiro. Assim que ele saiu, os camaradas da Australia me perguntaram: Porque ele precisa avisar que vai ao banheiro ?

- Mulheres em Propaganda de Cerveja: certa vez recebemos um grupo de chineses aqui no Brasil. Levamos eles para jantar em uma churrascaria e eles decidiram provar a cerveja brasileira. Eles acabaram gostando muito e perguntaram a marca e como se pronunciava. Um colega muito solicito, decidiu mostrar como se falava a marca mostrando a propaganda. Pegou o celular e acessou o youtube, mostrando o comercial. Quando começou a aparecer um monte de mulher de biquini e a camera detalhando a bunda das mulheres, os chineses quase morreram de vergonha. Vale lembrar que na China, até filme pornografico não mostra detalhes do corpo das pessoas e fica mostrando o rosto dos artistas durante o ato sexual. Nao existe sexo explicito (filme, revista, etc...) na maior parte dos paises asiáticos.

- Todos Falando ao Mesmo Tempo: em uma reunião com alguns ingleses, diversos brasileiros também participando e voces já podem imaginar a confusão. Um falando por cima do outro, interrompendo no meio do raciocinio e essas coisas todas que estamos acostumados. Quando interrompemos o inglês, ele vioru e nos disse que gostaria de terminar a frase dele e concluir o raciocinio; além do mais era muita falta de educação interromper a pessoa que estava falando e que estavamos convidados para ir a Inglaterra, pois lá com certeza seríamos respeitados. Ficou um clima bem pesado depois do comentário dele; mas tenho de dizer que ele tinha razão. É muito chato ser interrompido toda hora.

- Hora do Cafezinho: essa ocorreu também na visita a Australia. Chamei um colega para tomar um café e ele aceitou. No meio do café, eu quis fazer amizade e comecei a perguntar sobre esporte australiano e coisas da cultura local. Ele pareceu gostar das perguntas e foi me respondendo - eu me empolguei e fui perguntando cada vez mais e ficamos cerca de 50 minutos no café, até a hora que ele disse que precisava voltar ao trabalho. Depois descobri que ele tinha respondido somente por educação e que estava doido para voltar ao trabalho e eu estava lá "enrolando" a vida dele. 

- Ter uma Pessoa que Faz Limpeza na sua Casa: em uma das vezes que estive na Holanda, comentei com um colega que precisava fazer uma transferencia pelo internet banking para pagar a diarista. Ele perguntou o que era diarista e expliquei que era uma pessoa contratada para fazer limpeza na casa e que ela fazia esse serviço uma vez a cada quinze dias (no meu caso). Ele quase infartou e achou um absurdo eu ter alguem para limpar a minha sujeira. Na Holanda voce nao contrata uma diarista de jeito nenhum - ninguem se habilita a fazer este trabalho, pois eles acreditam (eu concordo com eles) que cada um deve limpar a sua sujeira.

- Falar sempre com a Familia: isso ocorre com quase todos colegas que tenho na Europa ou Asia. Eles simplesmente nao entendem porque precisamos falar tanto com a familia. Na maior parte das vezes eles vem a familia a cada 6 meses; sendo que alguns deles apenas nos feriados de final de ano. Nao existe isso de ficar ligando sempre ou de ir almoçar nac asa de um parente no domingo ... rsrsrsrs. Eles achavam estranho porque eu ligava para minha mãe e minha esposa toda semana.

- Fazer faculdade e continuar Morando com os Pais: apesar de existir um movimento na Europa de filhos ficando cada vez mais tempo com os pais, nos USA a coisa é totalmente ao contrario. Entrou para a faculdade, saiu de casa. É como um ritual de passagem para vida adulta - entrou na faculdade, saiu de casa e nunca mais vem morar com os pais - a nao ser que voce esteja falido. Mas, neste caso, o menor dos seus problemas será morar com os pais - se voce "quebrar" nos USA vai ter uma enorme pressão social, inclusive da propria familia, em cima de voce. Voce será o chamado "loser".

- Ir se Despedir no Aeroporto: nunca ninguem de fora entende porque precisa ir a familia inteira se despedir no aeroporto quando alguem vai passar 15 dias na Disney. As pessoas de outros paises normalmente despacham os filhos para passar 06 meses viajando (principalmente na Europa) e ninguem vai se despedir no aeroporto. Acho que pior ainda sao os que vão receber a pessoa no aeroporto - tem ate familia com faixa e baloes esperando o viajante chegar. É perigoso achar que o cara esta voltando da guerra no Afeganistão ou que passou 20 anos colonizando alguma ilha perdida do Pacifico.

- Trabalhar e fazer faculdade a Noite: muito dificil alguem fazer isso na Europa ou USA. Normalmente, as pessoas só estudam e tem alguma experiencia de estagio durante as ferias de verão. Nao entendem como no Brasil, voce pode trabalhar em periodo integral e estudar a noite. Algumas pessoas comentaram que acreditavam que este era um dos motivos da baixa produtividade dos brasileiros - estudando a noite e trabalhando de dia, não sobrava tempo para estudar de fato após as aulas. Desta forma, o aprendizado ficava no basico de cada materia. Eu acho que eles tem razão.

- Escovar os Dentes no Trabalho: essa é clássica. Vai explicar para um americano que voce vai escovar os dentes no banheiro da empresa. Ele vai fazer uma cara estranha e pensar: "esse cara vai escovar os dentes onde as pessoas vão fazer necessidades ... vai escovar os dentes na pia onde as pessoas lavam as mãos depois de usar o banheiro ... e tem um monte de gente que cospe na pia .... que nojo !!!". Já um brasileiro vai achar o cara que nao escova os dentes como sendo um porco !!!

- Poder Comprar Bebida Alcoolica e Sair na Rua: outra que os americanos não entendem. Certa vez, convidamos o colega para ir a um barzinho. No final da tarde, pegamos uma ultima cerveja e saimos bebendo na rua. O cara todo preocupado achando que ia ser preso e a gente tranquilo. Nos USA voce pode ser preso se consumir bebida alcoolica em publico (essa regra vale para alguns Estados, existe exceção em alguns poucos lugares).

- Abraço e Beijo no Rosto de Mulheres: o pessoal nao entende como nós costumamos abraçar e cumprimentar com beijo no rosto as colegas de trabalho. Uma vez, em visita aos USA, eu estava esperando o elevador com um colega. O elevador chegou e tinha uma mulher dentro. Quando eu comecei a me movimentar para entrar no elevador, o colega colocou o braço na frente e me impediu de entrar. Depois que o elevador foi embora, ele me disse que fez isso porque entrar em um elevador sozinho com uma mulher daria margem para poderem, inclusive, te acusar de assedio. Mesmo com cameras, eles nao confiam e evitam ao máximo este tipo de contato. Esse mesmo colega quase infartou quando estavamos no Brasil e as mulheres vinham cumprimentar ele já oferecendo a bochecha para um beijo no rosto.

Acho que por enquanto é isso pessoal. Uma postagem mais leve para descontrair no final de semana. Assim que for lembrando mais coisas curiosas, eu vou postando mais.

Um grande abraço,

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Responsabilidades x Promoção - Uma combinação que nem sempre dá certo !!!

Olá pessoal, tudo bem ?

Continuando a comentar sobre a situação no trabalho, quero dividir com vocês algumas coisas interessantes que vem ocorrendo nas ultimas semanas. Como voces sabem, meu chefe está indo para os USA para ocupar uma vaga que disputamos através do processo de seleção interna e, neste momento, ele esta providenciando toda a documentação e formalidades junto com a familia (ele tem filhos em idade escolar e parece que a sogra também vai morar com eles) e já se desligou totalmente do trabalho por aqui. 

Muito interessante observar como nas reuniões ele nao faz questão nenhuma de aparentar estar prestando atenção aos temas discutidos. Está sempre muito disperso e já perdeu as informações sobre os projetos e atividades do time. Isto vem causando impactos na definição de prioridades, resultados dos projetos, cumprimento de prazos e orientação geral para o desempenho dos funcionários.

Importante relembrar que quando ele foi indicado para o cargo, eu criei a expectativa de assumir a vaga dele. Outros colegas do trabalho também criaram a expectativa de assumir outras posições dentro do departamento, mas infelizmente, fomos informados de que não seriamos promovidos. Apesar da frustração, estamos tentando digerir a informação e sempre focando nas nossas atividades já que o momento economico não é muito favorável e ninguém quer ser demitido agora.

Porém, com a nova atitude do meu chefe (ele realmente ligou o f@d#$e) diversas atividades que estavam sob a responsabilidade dele, vem sendo direcionadas para mim de forma não oficial. Muitas decisões sobre projetos em andamento, seleção de fornecedores, negociações comerciais e priorização de atividades no departamento acabam vindo parar na minha mesa e pessoas de outros departamentos vem me consultar sobre diversas ações e prazos assumidos por ele.

A parte boa é que voce ganha uma boa exposição na empresa e conhece diversas pessoas, aumentando o network. A parte ruim é que tenho de fazer o meu trabalho e parte do trabalho dele, sacrificando horas de lazer e, obviamente, não sendo remunerado para isso.

Esta dificil tomar uma decisão sobre o que fazer neste exato momento. A empresa irá passar por um processo que poderá afetar todo o departamento (na verdade, irá afetar toda a empresa), o mercado onde a empresa atua está desafiador e vejo poucas oportunidades de trabalho devido a situação economica atual. 

Alguns dias acordo animado para fazer um excelente trabalho e tentar assumir a vaga definitivamente. Outros dias acordo me sentindo um idiota por estar fazendo muito mais do que a minha função (sem receber por isso) e sabendo que nao irá existir oportunidade no curto - médio prazo.

É muito complicado tentar reverter decisões tomadas e quando voce tenta mostrar mais trabalho e competencia, voce acaba aliviando a pressão da chefia. Por exemplo, a empresa nao precisa se preocupar imediatamente sobre a reposição da vaga porque tem alguem fazendo o trabalho (no caso, eu). Porém, se eu nao faço o trabalho eu perco uma vitrine interessante.

Infelizmente, pela minha experiencia eu vejo que assumir mais funções e responsabilidades sem ter a contrapartida em cargo e salário acaba sendo um mau negocio. Algumas vezes, temos as exceções que confirmam a regra, ou seja, temos pessoas que acumulam mais funções e, depois de algum tempo, a empresa reconhece o trabalho e oficializa a nova posição e aumento de salário para o profissional. Mas na maioria dos casos que tive contato, a empresa acaba deixando a pessoa em "banho-maria" em uma situação onde não promete nada, mas também nao "despromete" nada.

Como exemplo, tenho um colega que foi contratado no mesmo dia que eu. Ja haviamos trabalhados juntos em outro local e eu conheço bem a qualidade do trabalho dele. Trata-se de um profissional experiente e que ja participou de projetos bem complexos com bons resultados. 

Ele foi contratado como comprador senior em um determinado setor. Aos poucos, pela sua experiencia ele foi assumindo maiores responsabilidades e o gestor da area foi transferido para outra unidade. Ele assumiu a gestão do departamento resolvendo todos os problemas e colocando as prioridades de atividades para o time. Aos poucos, a matriz também começou a usa-lo como referencia no departamento de compras para aquela commodity especifica. Ele passou a participar das reuniões estrategicas, definição de budget, estrategia de sourcing, estrategia de redução de custo, etc...

Ele está com o cargo e salário de comprador senior e atuando como gerente de compras há dois anos. Eu acho isso um absurdo, pois como gerente ele teria um salário maior, um bonus diferenciado, vaga de estacionamento no predio da empresa (ele paga R$400,00 de estacionamento), teria combustivel pago, teria dias de folga (day-off) - entre outros beneficios. Ele está trabalhando como gerente e recebendo como comprador - e isso tem um impacto nas finanças pessoais. 

Eu duvido que a empresa irá oficializar o cargo dele com uma promoção - já houve oportunidade para isso e não foi feito. Só que agora ele está tão envolvido que se deixar de fazer as atividades irá correr o risco de ser demitido por questões de performance, pois irão avaliar que ele está desmotivado, desinteressado, etc...

Por isso que é necessário tomar muito cuidado quando se busca mais responsabilidades para mostrar à liderança que voce pode ser promovido. Apesar de esse ser o mantra amplamente divulgado por setor de RH, eu raramente tive oportunidade de ver com meus olhos alguem aplicar esta tática com sucesso. A maior parte das pessoas que vejo em cargos de liderança seguiram no processo "normal": eram boas no que faziam e mostravam um poder de analise grande, eram comprometidos com resultados e prazos e sabiam lidar com adversidades. Desta forma, foram primeiro efetivados no novo cargo e somente depois passaram a ser cobrados e assumir responsabilidades da nova função.

Sei que tem muita gente jovem que acaba lendo as postagens e talvez nao tenha a experiencia no mundo corporativo - mas se posso compartilhar algo, seria exatamente isso: evitem assumir responsabilidades extras sem remuneração / beneficio extra. Normalmente, voce vai sair perdendo !!!

Um grande abraço,

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Atualização Patrimonial OUT/16 - R$ 209.486 (+1,46%)

Bom dia Pessoal:

Vamos a mais uma atualização patrimonial. Neste mes, voces acompanharam a luta para uma transferencia para outro país - infelizmente, nao foi desta vez que consegui. Também estou entendendo os desdobramentos aqui no meu emprego para verificar se tenho reais chances de crescimento ou se aproveito o final de ano e começo a sondar oportunidades no mercado. Tenho de pensar no meu desenvolvimento financeiro e oportundiades de crescimento de salário e remuneração variável são parte integrante deste processo.

Mas o trabalho é apenas uma parte da nossa vida - na parte pessoal, estou planejando uma viagem pela Estrada Real de Minas no final do ano. A intenção é seguir o Caminho Velho (Ouro Preto até Paraty) e acho que vai ser uma experiencia bem legal, com possibilidade de aprender muito sobre história, arquitetura e também curtir excelentes paisagens e contato com a natureza.

Também estou planejando uma viagem estilo mochilão para o caso de ser mandado embora da empresa. A ideia é investir todo o FGTS e verbas indenizatórias; porém vender o carro que tenho atualmente (geraria cerca de R$40K) e usar o dinheiro para um período de viagem low cost pela Europa.

De toda forma, são apenas projeções para o futuro. O que tenho certo foi o pagamento das despesas médicas da minha mãe - que está se recuperando muito bem. Deu tudo certo no procedimento e ele já está bem. As despesas foram divididas entre meu pai, irmão e eu - todas já foram pagas.

Para o proximo mês ainda nao terei aporte, pois terei de comprar um presente de casamento (esse negocio de ser padrinho de todo mundo não é bacana) e também comprar um terno preto e um sapato (o meu já está bem gasto e o sapateiro fez um conserto e eu doei o sapato).

Os aportes retornam em Dezembro sem falta. Mas vamos ao fechamento de Outrubro/16:

1 - Poupança:


Nada mudou por aqui - continuo com a reserva de emergencia de R$10K (meu capital de giro...rsrsrs). Alguns colegas mencionaram a possibilidade de aplicar estes 10K em um investimento mais produtivo do que poupança e eu vou analisar durante a parada de final de ano aqui na empresa.


2 - Tesouro Direto:


Investimento de alugueis recebidos alocados no TD e seguimos aproveitando as taxas de juros brasileiras. Mesmo com a queda de 0,25% decretada pelo COPOM - os juros ainda estão muito atraentes e vale a pena aproveitar. Eu sigo fazendo o balanceamento da carteira com um pouco mais de exposição a Renda Fixa - LFT e NTNB Principal 2024.


3 - FII´s:


Carteira de FII está no pilotov automatico, enquanto os aportes seguem na Renda Fixa. Assim que tiver as duas modalidades balanceadas, os aportes voltam para os FII - enquanto isso vamos aproveitando os alugueis recebidos. Carteira com BBPO / AGCX / HGRE / HGLG / RNGO / PQDP / FCFL / FIIP / NSLU / KNRI


4 - Total:


Carteira evoluindo bem no geral - meta será buscar os R$210K em Novembro. O rendimento anual está muito bom, bem como o rendimento histórico - nada mal para um periodo de crise. Mas eu quero mesmo é voltar a aportar, pois para o próximo ano a meta é chegar nos R$300K . 

A meta de médio prazo é chegar a R$500K ao final de 2019 - com portfolio alocado 50% em FII já me permitiria uma renda interessante em caso de desemprego. Com certeza, pagaria as contas do mes !!!

Um grande abraço a todos.