sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Planejamento 2016 - (2° Revisão)

Olá pessoal - tudo bem ? Nesta postagem eu pretendo dar sequencia ao planejamento para o próximo ano e detalhar um pouco mais os valores de aporte, já que 2016 vai ser um ano um pouco atipico em função de um investimento que pretendo fazer. Se voce ainda não leu a primeira revisão do planejamento 2016 - clique aqui.

No post passado eu detalhei como estava a minha situação patrimonial, profissional, salarial e academica; e também fiz uma projeção de aportes uma vez que ainda tenho um ano de mestrado pela frente.

Entretanto, de lá para cá, surgiu uma possibilidade de investimento que me atraiu bastante: trata-se da aquisição de lote para futura construção ou mesmo aquisição de outro imóvel para venda ou aluguel. A grande questão é que eu tenho um bom valor acumulado em FGTS, pois desde que quitei o meu apto eu nao utilizei mais os valores depositados todo mês e que não rendem quase nada. 

Lendo a postagem do colega Pobretão sobre a estrategia dele para retirar o saldo do FGTS, eu me lembrei que posso também utilizar os valores para aquisição de outro imóvel desde que nao seja localizado no municipio ou em municipios limitrofes onde eu já possuo um imóvel.

(fica aqui meu apoio a ideia do Pobretão, eu sei bem como funciona o processo de demissão nas empresas e pode ter certeza que ninguem lembra dos esforços feitos por cada um na hora de demitir, então eu também acho que o funcionário nao tem de lembrar muito da empresa. A multa de FGTS está estabelecida na lei para demissão sem justa causa - se a empresa quer demitir sem justa causa, então tem de pagar a multa. A questão filosofica se é aceitavel ou não o fato de "forçar a demissão" é simplesmente uma analise da lei atual: se o Pobreta fizer algo que fere a lei, a empresa irá demitir por justa causa e ele nao irá receber FGTS e multa; se a empresa nao demitir por justa causa, quer dizer que o Pobreta nao fez nada em desacordo com a lei e é isso que interessa)

Então, estou pensando em adquirir um terreno / imóvel para poder utilizar o FGTS e em seguida revender o mesmo, desta forma conseguindo acessar o saldo do FGTS. Isto é um plano inicial que ainda precisa ser mais estudado e detalhado, mas acho interessante a ideia. O importante é que o imóvel tenha valor inferior a R$420.000,00 para não incorrer em pagamento de Imposto sobre Lucro Imobiliário.

Mas, voltando ao planejamento para o próximo ano:


1 - Metas Financeiras:
Meu novo plano de aportes para 2016 é de R$46.600,00 - o que dá uma média mensal de R$3.883,00. Isto representa aproximadamente 42% do meu salário liquido já que, infelizmente, o governo faz o favor de ficar com quase 30% dos meus rendimentos retidos na fonte. De qualquer forma, esta meta só vai poder se concretizar se eu me mantiver empregado em 2016, uma vez que não conseguirei fazer aportes até Junho. O dinheiro está sendo investido na formação da minha reserva em moeda estrangeira, pois o processo da cidadania europeia está evoluindo (chegou a carta ao Consulado de Portugal solicitando entrevista com minha avó e meu pai) e a Sra Executivo Pobre e eu estamos avaliando a possibilidade de deixar o país.

2 - Metas Patrimoniais:
Considerando os aportes e a famosa rentabilidade de 0,5% a.m. - no próximo ano será possivel quebrar finalmente a barreira dos R$200K e atingir R$211K ao final do ano. O plano de aportes está bem simples, sendo que todo o dinheiro será destinado a LFT até Setembro/2016 e os aportes restantes serão direcionados a NTN-B 2024 e 2035. O ano de 2016 será o ano da Renda Fixa na carteira EP.

3 - Metas Academicas:
A meta no proximo ano é concluir o mestrado e sair de lá com o tão sonhado titulo no curriculum. Ja tenho orientador e acredito que o tema é bem interessante, inclusive para os amigos aqui da blogosfera. Infelizmente, nao poderei dividir com voces devido a condição de anonimato que pretendo continuar mantendo. Mas é possivel que deste trabalho seja possivel publicar 02 artigos em revistas de qualidade e isso ajuda para poder dar aulas no futuro e garantir um aporte extra.

4 - Metas Idiomas:
O desafio para o ano de 2016 é manter o nivel de Ingles e, se possivel, aprimorar e expandir o vocabulario. As leituras de livros serão todas em Ingles e ja tenho 05 livros que ganhei no aniversários para começar as leituras. Como eu sou um apaixonado por temos relacionados a II Guerra Mundial, estes 05 livros são sobre  o tema e todos eles em Inglês. Já é uma boa leitura inicial, além das séries de TV (Prison Break e Friends) que estou atrasado.

5 - Metas Lazer:
Estou há um bom tempo enrolando para aprender a tocar baixo - e, infelizmente, nao será no proximo ano que vou começar a estudar o instrumento. Todos os esforços serão colocados para concluir o mestrado. O lazer extra que terei será uma viagem no meio do ano - tenho um parente que vai casar nos EUA no próximo ano e eu vou aproveitar o casamento e alongar a viagem passando mais alguns dias na terra do Tio Sam; sendo que isso vai me ajudar a praticar um pouco mais o Inglês.

6 - Meta Saude:
Este ano eu fiz o checkup e todos os resultados foram OK; entretanto eu estou acima do peso e quero resolver esta questão. A minha meta será aproveitar o tempo pela manhã (eu acordo muito cedo e depois nao consigo dormir) e utilizar a academia que tenho no prédio. farei uma sessão de caminhada/corrida de 30 minutos diariamente + uma sessão rápida de musculação de 15min para fortalecimento.
Também preciso corrigir definitivamente a minha alimentação pois as vezes acabo comendo lanches e "junk food". Tentarei seguir a dieta paleo com mais rigor e tenho objetivo de chegar no meu peso ideal até a metade do ano que vem.

7 - Plano Imigração:
Atualmente está muito dificil conseguir uma oferta de trabalho para USA ou Europa, que são os meus locais prioritários para viver e trabalhar. De qualquer forma, continuo monitorando vagas e enviando meu curriculum para todas - se não obtiver uma oferta formal de trabalho, ao menos aumentamos o network e criamos novos contatos.
Entretanto, as maiores chances de concretizar este projeto estão relacionadas a Sra Executiva Pobre, pois ela concluiu o doutorado e está fazendo o "application" para diversas universidades fora do Brasil para poder dar sequencia ao Pós-Doutorado. O chefe do laboratório onde ela pesquisa é muito bem relacionado e diversos alunos já passaram uma temporada em outros paises, sendo que muitos receberam ofertas de trabalho na área e ficaram por lá. 
A Sra EP está trabalhando na proposta de projeto para fazer o application em Abril em algumas universidades onde o chefe de laboratório tem bons contatos: Michigan/USA, California/USA, Texas/USA, Pensilvania/USA, Ohio/USA, Toronto/Canada, Lisboa/Portugal e Pamplona/Espanha.
Além das referidas universidades, a Sra EP está fazendo uma pesquisa de outras universidades que pesquisam projetos na mesma area para ela ampliar o leque ao submeter o application.
Em todos estes paises, eu consigo o visto de estudante em primeiro momento e depois posso batalhar um emprego formal e mudar o status do visto - de qualquer forma, as bolsas oferecidas nas universidades são boas o suficiente para sustentar os dois considerando um padrão médio de vida nos paises citados acima.

Acredito que este será o plano de metas para 2016 e vou me esforçar para atingir todas elas.

E voces ? Qual o plano de voces para 2016 ?

Um grande abraço,

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Atualização Patrimonial - NOV/15

Olá Pessoal - tudo bem ? Muitas novidades neste conturbado mês de Novembro - temos mais politicos indo para cadeia e também importante banqueiro seguindo o mesmo caminho. Muito interessante ver que a justiça está começando a engatinhar no sentido de "punir" os mais privilegiados neste país. Coloco o punir entre aspas porque punição somente depois de sentença transitado em julgado e pena cumprida - antes disso sempre pode existir uma reviravolta e tudo acabar em pizza.

O ponto negativo do país é a bagunça politica e fiscal que o governo nos meteu - as contas nao fecham, a inflação nao cede, o desemprego nao recua, a economia nao destrava ... as pautas no Congresso tambén não andam, o impeachment nao caminha e nao temos um orçamento factivel para o proximo ano. Isto acaba trazendo muita instabilidade para o setor produtivo e causa fuga de investimentos - que alimenta o desemprego e gera mais crise em uma espiral sem fim.

O desafio continua sendo passar o ano de 2016 empregado; e se possivel aumentando o patrimonio. Este ano, até o momento eu cumpri a meta de aporte, mas devido as quedas nos ativos (e este mês de Novembro tivemos novamente queda na Bolsa) a meta de R$200K será bem dificil de ser atingida. E aqui no trabalho, começou hoje um novo Diretor Geral. Neste momento ele está em reunião com o Presidente e por isso ele ainda nao foi apresentado para nós. Estamos aguardando para fazer o primeiro contato e entender qual foi a missão que deram para ele e qual o ideia de trabalho que ele irá tentar implantar na área. 

Em um primeiro momento acredito que nao teremos problemas (meus funcionários e eu) porque temos resultados para mostrar, uma vez que atingimos as metas do ano. E também temos estratégia definida para atingir a meta dos próximos dois anos - só temos que verificar se a estratégia vai ao encontro do que o novo chefe pensa. Isso será fundamental para cumprir o desafio de passar o ano de 2016 empregado - já que 2016 será também um ano dificil do ponto de vista economico.

Mas eu irei detalhar mais no próximo post sobre o planejamento 2016 - tem um potencial investimento em vista e pode ser que tenha de destinar os aportes para este investimento (se tudo der certo) durante 06 meses - logo, talvez eu tenha de fazer uma revisão no meu planejamento para o próximo ano. 

Mas vamos ao fechamento de Novembro/2015 !!!

1 - Poupança:


Nenhuma novidade na poupança - o valor investido continua o mesmo e a rentabilidade também. Vou continuar mantendo essa reserva para despesas emergenciais na poupança e pode inclusive estar surgindo uma oportunidade de investimento que pretendo detalhar em uma próxima postagem sobre o meu planejamento para 2016 - que está em fase de elaboração e constante revisão. Vou dividindo com voces o passo a passo e os critérios que vão embasando este meu planejamento para o próximo ano, que promete ser tão dificil quanto esse em termos de estabilidade economica e desempenho dos mercados financeiros.


2 - Ações:



Seguindo a estratégia deste ano, não foram feitos aportes em Ações - uma vez que estava formando a carteira de FII´s com fins de diversificação e obter um melhor fluxo de caixa. O mes de Novembro começou bem e cheguei a ter ganhos de 2% na carteira de ações, mas no final do mês, e principalmente depois da prisão do presidente do banco BTG, a Bolsa sofreu bastante e minha carteira não foi diferente - queda de mais de 5%. Mantenho os ativos da mesma forma e seguimos a espera de dias melhores - enquanto isso, seguimos aportando e formando carteira.


3 - FII´s:



Com os aportes do mês passado, eu atingi a meta estabelecida no inicio do ano para a carteira de FII (meta de R$100.000,00) - fiquei feliz pela disciplina deaportes e ter atingido este objetivo inicial. Hoje minha carteira tem 10 FII´s e pretendo continuar reinvestindo os alugueis recebidos de forma a aumentar a posição nestes ativos. A carteira teve uma rentabilidade positiva de 0,66% e tem um acumulado de mais de 6,2% no ano - e eu considero um bom desempenho considerando a situaçaõ economica atual e a alta taxa de juros que acaba pressionando os valores das cotas de FII.

Aproveitando que atingi a meta de alocação de ativo em FII, eu decidi verificar como está o desempenho da carteira frente a alguns indicadores do mercado para ter uma visão mais abrangente da carteira. A situação atual é a seguinte:


Como voces podem ver a carteira tem um bom desempenho frente o IBOVESPA, o que mostra que as ações escolhidas são realmente mais defensivas e se comportam melhor durante cenários de crise. Entretanto, desde Jul/15 a carteira passou a ter desempenho pior do que o CDI; e desde este mês, passei também a perder para a inflação.

Analisando o cenário, percebo que a minha carteira é desequilibrada em relação a ativos que possam acompanhar o CDI e oferecer proteção contra a inflação, notadamente ativos de Renda Fixa. Eu já tinha consciencia desse desequilibrio - mas priorizei os aportes em FII´s em função de formar um fluxo de caixa mensal para colaborar com os aportes. Como eu atingi a meta inicial de alocação em FII´s, a partir deste mês eu irei destinar os aportes para TD em duas modalidades - LFT para aproveitar a taxa Selic nas alturas como temos hoje e NTN-B 2024 aproveitando as altas taxas de juros e proteção contra inflação - se eu seguir meu plano de aportes em 2024 eu devo atingir a famosa marca de R$1.000.000,00

Então, a partir deste mes teremos mais uma modalidade de ativos a serem avaliados:


4 - Tesouro Direto:



Então este mes o aporte foi de quase R$8.900,00 porém como o aporte foi feito no final do mês, não consegui aproveitar ainda um mês "cheio" de rendimentos no TD - mas o rendimento parcial já é interessante e vamos monitorar o comportamento dos titulos, lembrando que a ideia é formar uma carteira em LFT - que a partir de determinado momento poderá ser diversificada com LCI/LCA dependendo da taxa de juros oferecida. Quanto as NTN-B 2024 eu pretendo levar até o vencimento e comprei titulos com taxa de 7,32% a.a + IPCA.


5 - Total:



No total a carteira teve desempenho negativo de 1,08% - e acredito que com a noticia do acolhimento do pedido de impeachment pelo Eduardo Cunha (acabei de ver na TV enquanto estou escrevendo este post) teremos ainda um pedido de mais turbulencia no mercado. Entretanto, essa é uma turbulencia bem vinda, pois pode ser a luz no fim do tunel para um novo governo com uma politica fiscal decente. Discussoes politicas a parte, os proximos aportes serão destinados a formar a carteira de Renda Fixa buscando o equilibrio entre Ações, FII e Renda Fixa.

A proporção alvo da carteira será Ações (20%), FII (50%) e RF (30%), mas eu vou detalhar um pouco mais na próxima postagem. Bola para frente e vamos fechar o ano com pelo menos R$180K.

Um grande abraço pessoal !!!

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Comentário do Executivo Pobre - Experiencia com Vendedores

Olá pessoal - tudo bem ?

Uma postagem não planejada apenas para dividir com vocês algumas coisas que vem acontecendo e me levam a questionar a postura de pessoas que trabalham no atendimento ao publico e na area comercial. Cada vez mais eu vejo uma falta de visão das pessoas em perceber como elas poderiam ganhar dinheiro e fidelizar cliente com um atendimento e análise um pouco mais efetiva e respeitosa com os clientes.

Situação 1: eu gosto de jogar futebol e venho fazendo isso aos finais de semana. Duas semanas atrás eu tive uma forte torção no pé esquerdo (o pessoal não respeita mais os praticantes do futebol arte - rsrsrs). O meu pé inchou na hora e não consegui mais pisar no chão, sendo que meu cunhado teve de vir dirigindo meu carro até em casa, pois eu não conseguia nem pisar na embreagem. 
Cheguei em casa, tomei banho (tive de arrumar uma cadeira plástica para me apoiar) e minha esposa me levou no hospital. Fui muito bem atendido e rapidamente o médico encaminhou para o exame Raio X e verificou que felizmente eu não fraturei o pé. Ele me aconselhou as famosas compressas de gelo e também um anti-inflamatório para combater o inchaço e fazer uma ressonancia magnética uma semana depois - quando o inchaço tivesse diminuido.
Segui as indicações e no meio da semana passada eu liguei ao laboratório para agendar o exame de ressonancia magnetica. A atendente perguntou se eu tinha algum dia de preferencia e eu falei que o Sabado (21/11) seria o melhor dia para mim. Ela confirmou o exame para as 09:00 horas e enviou um e-mail de confirmação. Na vespera do exame também recebi um SMS confirmando a data, horário e endereço para me deslocar ao laboratório - fiquei até impressionado com a efetividade e atenção ao cliente.
No sabado pela manhã eu fui ao laboratório e cheguei 08:40 hs - me chamaram para o guiche de atendimento uns 10 minutos depois e entreguei a guia do exame + o email de confirmação. Para minha surpresa, a atendente falou que devido ao feriado do dia 20/11 (feriado Consciencia Negra em São Paulo), o unico exame de imagem que estava sendo realizado era o Raio X.
Falei para ela que eu tinha agendado o exame e mostrei o email de confirmação enviado por eles, mostrei também o SMS que eles enviaram e ela disse que nao poderia fazer nada e eu teria de agendar outro dia. Aproveitei e disse que eu não havia viajado no feriado devido este exame agendado (o que era mentira) e ela disse que não podia fazer nada (o que provavelmente é verdade).
O que me irrita é a empresa nao ter uma politica de priorizar o atendimento ao cliente - os funcionários passam a agir como se fosse um favor deixar voce fazer um exame. É uma inversão total de valores, sendo que voce paga muito caro para poder realizar estes exames e as empresas deveriam treinar constantemente as pessoas que ficam na linha de frente do atendimento ao publico para poder ao menos mostrar um certo pesar por ter causado uma confusão e transtornos para o cliente.
Como nao me restou outra alternativa, irei reagendar a porcaria do exame para a próxima semana.

Situação 2: não lembro se comentei com voces que eu sou musico em uma orquestra (toco tuba - o instrumento da foto abaixo). O meu instrumento possui exatos 33 anos e devido a sua idade começou a apresentar folgas em alguns pistos e o som perde muito em qualidade e afinação. Decidi então trocar meu instrumento e fui verificar no maior fabricante de instrumentos musicais (para orquestra) nacional, qual seria a condição para adquirir uma tuba nova. Para os que não estão familiarizados com o instrumento e com os valores para comprar um destes - segue a foto do site com os preços de oferta:



É isso mesmo !!! Voce não leu errado - uma tuba custa R$17.137,00. Vamos concordar que se trata de muito dinheiro e por isso mesmo, a fábrica possui uma segunda condição de preço que é R$13.710,00 (um belo desconto) caso voce der a sua tuba usada como troca. Isto é interessante pois eles utilizam o material da sua tuba usada para enviar a fundição e fabricar um novo instrumento.

No final das contas, a situação ficaria da seguinte forma:

Opção 1 - R$17.137,00 (sem instrumento como troca)
Opção 2 - R$13.710,00 (com instrumento como troca) - sendo que eu teria de pagar R$8.560,00 pelo instrumento novo; ou seja, a minha tuba usada entraria no negócio por R$5.150,00

Eu já havia decidido que a segunda opção era a  mais vantajosa, até porque a minha tuba usada não vale o preço de R$5.150,00 pelo qual ela foi avaliada - e ainda teria a opção de parcelar o restante em até 12X.

Peguei meu instrumento usado, coloquei no carro e me desloquei até a fábrica de instrumentos para poder consolidar o negócio. Chegando lá, fui conversar com o vendedor que havia me atendido por telefone e entramos em uma sala para fecharmos o negócio. Ele me trouxe uma tuba do showroom para eu experimentar o instrumento e realmente é um instrumento muito bom. Depois de tocar um pouco para sentir a sonoridade, amplitude do som, escala dos graves usando o 4º pisto, etc... - eu perguntei para ele se tinha algum instrumento a pronta entrega - pois nao haviamos ainda discutido a disponibilidade do produto. O vendedor me respondeu que não tinha nenhuma tuba pronta, pois era um instrumento caro e a empresa nao deixava instrumentos deste porte em estoque.

Eu questionei se eles nao vendiam instrumentos para orquestra sinfonica, pois sei que eles teriam de manter instrumentos em estoque para reposição em caso de algum acidente antes de alguma apresentação - os fabricantes sempre deixam 2 ou 3 tubas semi-prontas (faltando apenas o polimento e afinação final) para estes casos de emergencia.

O vendedor falou novamente que nao tinha nenhum instrumento disponivel e como eu sabia que ele estava mentindo - pedi para falar com o Diretor de Vendas. Ele chamou o responsavel pela area de vendas e começamos uma conversa muito boa, pois minha tuba usada já é desta mesma marca e falamos um pouco sobre a qualidade do instrumento e sobre musica em geral. Demonstrei meu interesse na compra, até porque o preço já estava negociado e eu estava interessado em ter um instrumento daquele fabricante.

Então, o Diretor de Vendas me disse que tinha sim alguns instrumentos prontos e eu poderia tocar um deles para ver qual mais gostava e se eu gostasse eu poderia levar o instrumento; mas por ser a pronta entrega ele nao poderia parcelar o valor. Apesar de achar um absurdo eu decidi que valeria a pena pois minha tuba usada estava sendo sobreavaliada no negocio e ainda seria vantajoso.

Eles buscaram o instrumento e eu toquei um pouco para testar. Como o produto realmente é muito bom, eu decidi fechar o negócio. Então, o meu "amigo" Diretor de Vendas me disse que o valor era R$17.137,00 - eu respondi que sabia que aquele valor era para instrumento sem usado como troca e que o valor negociado era R$13.710; sendo parte o instrumento usado e outra parte (R$8.560,00) em pagto a vista.

Ele então mudou a história completamente e ignorando a negociação que eu havia feito, ignorando o anuncio no site e também ignorando a proposta de venda já preenchida pela empresa - começou a dizer que se eu quisesse dar o instrumento em troca e ficar no preço de R$13.710,00 então eu teria que esperar de 8 a 12 semanas para a fabricação do instrumento. 

Eu perguntei o porque eu teria de esperar se ele tinha o instrumento a pronta entrega e eu deixaria o meu instrumento usado como troca naquele exato momento, assim como também faria o pagamento naquele exato momento. Ele então falou que poderia vender o instrumento, mas para eu levar naquele mesmo dia eu teria de pagar os R$17.137,00 e deixar o meu instrumento usado em troca - mas ele nao seria usado para abater o preço.

Eu perguntei então se tinha entendido certo: eu pago o valor do instrumento a vista e deixo o meu usado de graça para eles ? O cara me respondeu que eu poderia esperar as 08 - 12 semanas até ter outro instrumento pronto e ai ele aceitaria meu usado conforme a negociação feita.

Eu expliquei que achava muito dificil aparecer alguem com R$8.560,00 para pagar a vista em um instrumento e que isso ajudaria o fluxo de caixa da empresa dele; além de reduzir o estoque pois ele teria um instrumento a menos e ainda teria o meu usado que ele compraria por R$5.150,00 e após a fabricação ele venderia por R$13.710,00 - ou seja, o negocio seria vantajoso para ele pelos motivos acima e também para mim por levar um instrumento novo e poder tocar no mesmo dia.

O camarada me falou que se quisesse o intrumento teria de pagar os R$17.137,00 ou então esperar 8 - 12 semanas; sendo que eu até poderia esperar (nao tinha urgencia nenhuma no instrumento) mas achei um tratamento no limite do "desrespeitoso" com o cliente - pois estava alterando condições pre-estabelecidas no anuncio e negociadas e formalizadas na proposta de venda da propria empresa - tentando se aproveitar da minha vontade de ter o instrumento para praticar o preço maior e ainda levar meu instrumento usado de graça.

Somente pela postura do Diretor que não vi interesse nenhum em concretizar a venda - e olha que eu não estava pedindo nenhum tipo de desconto ou abatimento de preço - eu decidi desistir da compra e voltei para casa com minha tuba usada mesmo e decidi não trocar o instrumento neste momento. Vou pensar um pouco mais e ver como viabilizar o negocio pegando um bom preço pela minha tuba usada.

Apenas fiz esta postagem para dividir com voces algumas situações curiosas que passei com pessoas do "comércio" nas ultimas semanas.

Um grande abraço para todos.

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Planejamento 2016 - (1° Revisão)

Olá pessoal - o final do ano vem se aproximando e entramos todos naquele clima tipico e festivo do Reveillon. Ficamos esperando pelo 13° Salário, pelos feriados de Natal e Ano Novo para ter alguma folga e por ultimo mas não menos importante, esperamos pelo show do Roberto Carlos !!! 

Mas também podemos aproveitar essa época do ano para iniciar o planejamento para 2016. Eu fiz esse mesmo exercicio em 2015 (clique aqui para ver o planejamento 2015) e isso me ajudou bastante a colocar as ideias em ordem e traçar alternativas para o futuro. 

A base do planejamento em 2015 foi a troca de emprego que fiz no ano passado (e já estou completando 01 ano no novo emprego) e me trouxe um pouco mais de liberdade, podendo inclusive me dedicar ao curso de Mestrado em Administração e Finanças e abrir uma nova alternativa de carreira no mundo academico. Com base no planejamento 2015, o objetivo inicial é acumular R$400K em investimentos para ter uma renda alternativa e melhorar o potencial de aportes, ou ainda obter uma especie de semi-aposentadoria. 

Eu atualizei as contas e baseado no patrimonio atual (e os aportes planejados até 2018) e considerando rendimentos conservadores de 0,5% a.m. - é possivel atingir um patrimonio de R$411K - ou seja, o plano continua válido e vamos rumo aos R$400K.

Então, tendo dito isso podemos avançar para o planejamento inicial dos próximos anos:

1 - Situação Patrimonial: baseado no fechamento de Outubro/15, o patrimonio acumulado está na ordem de R$171K; sendo que a maior parte está investido em FII´s. Isto está de acordo com a estratégia de priorizar os aportes nesta modalidade e já estou obtendo retorno de alugueis no valor de R$836 mensais. Atualmente, eu venho obtendo rendimentos da ordem de 0.86% a.m. nesta modalidade e como os contratos de aluguel são reajustados anualmente baseado em indices de inflação e os rendimentos são isentos de Imposto de Renda (pelo menos por enquanto); então estamos falando de rendimento real - o que mostra que o objetivo de 0,5% a.m é totalmente factivel.

2 - Situação Profissional: já estou completando 01 ano no novo emprego e até agora está tudo correndo bem. Tenho conseguido formar uma imagem profissional interessante e entregar bons resultados. O time que eu trabalho também é muito bom e o ambiente é bacana - venho tentando manter isso e evitar horas extras e trabalhos no final de semana que sempre acabam por desmotivar os funcionários. 
Hoje tivemos uma novidade e um novo Diretor Geral foi contratado - isso pode ser muito bom ou muito ruim dependendo do perfil do sujeito. A parte boa é que dá para aproveitar e mostrar trabalho para este novo líder e continuar com o plano de tentar uma transferencia para outro país no prazo de 02 a 03 anos. O ponto ruim é que esse novo Diretor pode querer trazer pessoas da confiança dele e então o pessoal atual (incluindo eu) passa a correr um sério risco. Vamos aguardar e ver como fica a chegada do novo chefe.

3 - Situação Salarial: hoje também recebemos a noticia da negociação salarial junto ao sindicato e o resultado foi reajuste de 10%; porém com teto salarial de R$8.630,00. Isto significa que quem recebe acima do teto salarial, vai ter um reajuste fixo de R$863,00 - logo meu salário bruto passará a R$12.636,00 / mês. Os beneficios continuam interessantes e sem desconto no salário - logo, o governo continua sendo meu maior sócio mordendo 1/3 do meu salário na fonte. Pelos resultados obtidos ate o momento acredito que a equipe vai conseguir atingir as metas e vamos receber o bonus de mais 1,3 salários - provavelmente em Abril/16.

4 - Situação Academica: o mestrado continua a todo vapor e já tenho projeto de pesquisa e orientador definidos. Até agora, eu venho fechando as materias com excelentes notas e fazendo bons contatos com os professores para no futuro poder iniciar o plano de lecionar e mudar o trabalho para o mundo academico. Além disso, o meu projeto será na area de Finanças Corporativas e isso pode abrir novos rumos profissionais - o importante é estar preparado para as oportunidades quando elas aparecerem.

 ____  _____  _____  _____  _____  _____  _____  _____  _____  _____  ______  _____  _____

Baseado nos pontos acima - eu tenho o seguinte planejamento básico para os próximos anos. Claro que este planejamento é bem básico e flexivel, uma vez que oportunidades podem aparecer e imprevistos também - causando mudanças de planos. Mas ao menos o norte do plano está definido e ele inclui uma vontade grande que a Sra Executivo Pobre e eu temos de morar e trabalhar em outro país.


Para concretizar este plano nós temos algumas opções, sendo a principal delas a obtenção da Cidadania Portuguesa (que está em andamento e já foi comentado aqui no blog) que abre possibilidade para morar e trabalhar em toda a Comunidade Européia. 

Outra possibilidade são os convites que a Sra Executivo Pobre tem para fazer o pós doutorado em algumas universidades nos EUA. Isso ajuda temporariamente, mas eu nao poderia trabalhar por lá; somente poderia trabalhar se encontrar uma empresa que aceite ser meu visa sponsor - o que é muito dificil. 

Entretanto, o exercito americano abriu novamente o programa MAVNI que concede a cidadania americana sem precisar passar pelo processo do green card. O exercito é o unico empregador que pode oferecer o processo de cidadania acelerado e para se candidatar voce tem de ser um profissional da area da saude ou então tem proficiencia em um dos 51 idiomas que constam na lista - e o portugues é um deles. Além da proficiencia em portugues, também precisa estar vivendo legalmente nos USA com visto de não-imigrante (este problema é resolvido caso a Sra Executivo Pobre seja aceita para fazer o pós doutorado em universidade americana, pois o visto de estudante é aceito); precisa ter diploma de nivel secundário e passar no teste basico do exercito americano.

Depois disso, voce tem 10 semanas de treinamento basico de combate, e caso aprovado, voce recebe a sua cidadania. É um processo muito interessante para quem pensa em imigrar e gosta da vida militar - porém, tem de estar vivendo legalmente nos USA.

Além disso, é importante continuar com o plano financeiro - pois a realidade que temos hoje é continuar vivendo no Brasil. Então o orçamento base para o ano de 2016 segue logo abaixo.

O salário oficial será de R$12.363,00 - porém, com os descontos aplicados do IR / INSS / etc..., temos:

Salário dia 15: R$4.945,00
Salário dia 30: R$4.300,00
Total :             R$9.245,00

As despesas estão detalhadas abaixo, lembrando que vestuário, seguro carro, IPVA, IPTU e curso de idiomas são bancados pela Sra. Executivo Pobre. O valor de 13 Salário, Ferias e Bonus sao separados para eventuais viagens ou aportes extras no final do ano.

- Condominio:       R$420,00 (o valor já está definido para 2016 e a agua está incluso no condominio)

- Luz:                    R$55,00 (valor com reajuste, considerando que ficamos em casa apenas durante a noite)

- Gás:                   R$55,00 (valor com reajuste, considerando que o chuveiro é com aquecedor a gás)

- Celular:              R$100,00 (valor plano atual)

- Internet / TV:     R$240,00 (pacote telefone + internet + tv a cabo)

- Supermercado:   R$500,00 (média dos ultimos 12 meses)

- Empregada:        R$500,00 (valor mensal negociado para 2016)

- Combustivel:      R$400,00 (média dos ultimos 12 meses)

- Lavagens:           R$40,00

- Cabelo:              R$25,00

- Esportes:            R$80,00 (valor para o futebol de salão + futebol campo)

- Livros / Revistas: R$100,00 (valor alocado somente durante o mestrado)

- Cursos Extras:     R$140,00 (valor alocado somente durante o mestrado)

- Mestrado:           R$2.000,00 (valor alocado somente durante o mestrado)

- Restaurantes:       R$200,00

- Cartão Credito:   R$150,00

Total Despesas:     R$5.005,00

Com isso, o resultado operacional e minha capacidade de aporte será de R$4.240,00 / mês, somente considerando o meu salário. Se somar o rendimento atual dos alugueis - a capacidade de aporte sobe para mais de R$5.000,00 / mês - o que considero bem atraente neste momento.

Assim que concluir o mestrado, terei mais R$2.240,00 disponiveis por mes - levando os aportes para mais de R$7.000,00 - o que vai me ajudar a atingir os R$400K até 2018.

Desta forma, o desafio continua sendo se manter empregado e com o mesmo nivel de renda até 2018. E assim que surgir a oportunidade, a tentativa de mudança para outro país continua de pé.

E quanto a voces ? Qual o plano para o próximo ano ?

Um grande abraço !!!

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Atualização Patrimonial - OUT/15

Olá pessoal - tudo bem ? Mais um mês se passou e estamos rumo ao final do ano - eu gosto muito dessa época, pois temos a oportunidade de reavaliar o que ocorreu durante o ano e confirmar se conseguimos evoluir com nossas metas pessoais.

Particularmente, este ano tem sido bem desafiador. Do ponto de vista profissional, eu mudei de emprego em Dezembro do ano passado, então estou completando 01 ano no novo trabalho. Até o momento não posso reclamar em termos de remuneração e beneficios; mas eu tenho pressentimento que terei problemas com minha chefia direta. Eu acho o meu chefe direto muito inseguro e ele não tem conhecimento técnico para liderar uma equipe que é bem especializada. Desta forma, acaba focando muito em pequenos detalhes enquanto temos problemas enormes para resolver. É a famosa história de olhar a formiga enquanto o elefante faz um estrago danado enquanto passa. Nas ultimas reuniões, infelizmente ocorreram situações onde eu tive de discordar abertamente do meu chefe, pois a decisão que ele iria tomar ia impactar diretamente na qualidade de vida do time todo (inclusive a minha), forçando trabalhos em horas extras e também final de semana, sem a menor necessidade. Eu apresentei duas soluções alternativas e percebi que o meu chefe obviamente não gostou de ter a decisão contestada; apesar de não ter reclamado comigo. 

A grande vantagem é que tenho resultados excelentes até o momento, batendo todas as metas estipuladas para este ano e com isso, consegui uma boa credibilidade com o Diretor Geral (chefe do meu chefe...rsrsrs). A grande desvantagem é que este Diretor Geral está sendo realocado para o México e é provavel que venha um novo profissional para o lugar dele. Isto significa que todo o seu histórico vai por água abaixo e todos começam novamente do zero. Terei de continuar batendo metas e procurar me aproximar deste novo Diretor para poder criar uma relação de confiança e credibilidade com ele, o que me ajudará na relação com meu chefe direto, pelo menos até terminar o mestrado que já está praticamente na metade do curso.

É interessante como voce passa a ter uma postura diferente (claro que isso muda dependendo da pessoa) quando voce verifica que tem reservas suficientes para se sustentar e pagar as contas por um longo período. Então voce passa a ser mais critico e nao aceitar situações que no passado seria muito dificil de se opor, como por exemplo esta situação da chefia querer determinados trabalhos depois do horário ou durante o final de semana. Isso é algo que fiz bastante na empresa anterior e não tenho a menor inteção de voltar a fazer - decididamente isso não vale a pena. O mundo corporativo tem diversas nuances e uma delas é a instabilidade nas relações a partir de determinado nível hierarquico - voce pode criar uma excelente relação com seu chefe e poucos meses depois ele é realocado em outra divisão, outro país ou até em outra empresa. Por isso, é importante ter um balanço razoável entre crescimento profissional e qualidade de vida para se aproveitar os momentos de lazer e descanso da melhor forma possível; sem deixar de focar na melhoria do salário e beneficios já que trabalhamos pela nossa remuneração no final do mês.

Também por este motivo, terminei de fazer todos os exames de saude e os resultados estão todos dentro da normalidade. Eu esperava por isso, pois desde que adotei novamente a dieta paleo eu perdi mais 4 quilos, totalizando 12 quilos eliminados até o momento. Estou me sentindo com muito mais disposição e várias roupas que eu não estava usando, voltaram a servir muito bem. Estou subindo 10 andares de escada pela manhã e mais 10 andares no retorno do almoço; e a partir desta semana eu quero colocar 30 minutos de caminhada antes de ir para o trabalho. Acho que isso vai ser uma ação que vou conseguir incorporar na minha rotina diária e vai me fazer ter bons resultados em relação a minha saude.

Quanto ao mestrado, no cliclo passado fechei mais duas materias com boas notas e minha média continua bem alta. Isso será produtivo se no futuro eu tentar fazer o doutorado. Essa possibilidade existe pois a Sra Executiva Pobre terminou o seu doutorado e está iniciando o seu Pós Doutorado com possibilidades grandes de fazer o curso nos EUA ou Canadá. Caso isso venha a acontecer, eu gostaria de ter uma boa média de notas no mestrado para tentar uma vaga de doutorado na mesma universidade onde ela for estudar e aproveitar o tempo fora melhorando minha qualificação e também criando condições de disputar uma vaga de trabalho no mercado local, com possibilidades de fixar residencia nos EUA ou Canadá.

O processo da cidadania portuguesa finalmente andou e já se encontra no Consulado Geral de Portugal no Brasil (eu dei entrada no processo através de uma advogada em Portugal) e acredito que em mais algumas semanas teremos uma decisão sobre o status da documentação. Espero que de tudo certo, pois abriria uma possibilidade enorme para residir em outros países - notadamente a União Européia. Já tive a oportunidade de viajar para diversos países da Europa e quero dividir minhas impressões com voces nas próximas postagens.

Agora vamos finalmente ao que interessa: a Atualização Patrimonial de OUT/15.

1 - Poupança:


Quanto a poupança não temos grandes mudanças. Continuo deixando um saldo de R$20.000,00 para alguma emergência e ainda nao transferi esse dinheiro para o Tesouro Direto. Pretendo finalizar os meus aportes este ano e a partir do próximo ano, começar a aportar no TD como forma de balancear a carteira e minimizar o risco da mesma. No mês passado eu ajudei meus pais (que não possuem plano de saúde) para poder fazer alguns exames de saude e também a compra de medicamentos, mas neste mês não houve nenhuma despesa inesperada e consegui manter o valor de R$20K na poupança.


2 - Ações:


Quanto as ações, a carteira apresentou uma leve desvalorização de -0,09%; mas ainda apresenta rentabilidade positiva no acumulado do ano; o que me surpreende de certa forma. 

A carteira atual é formada apenas por 05 ações, sendo elas: AMBEV / CIELO / CEMIG / CCR / ULTRAPAR. 

A AMBEV e CIELO vem mantendo a rentabilidade positiva da carteira, enquanto a CEMIG está puxando a média para baixo - mas acredito que esse cenário pode se reverter no médio prazo (talvez em uns tres anos) caso os reservatórios se recomponham e não exista mais a necessidade de utilizar usinas termicas, além da consolidação do plano financeiro da CEMIG, que me parece ser robusto suficiente para atravessar a crise com certa segurança.

Apesar de acreditar que este momento é muito bom para adquirir ações de boas empresas e melhorar o preço médio, pensando em obter valorização no longo prazo já que a bolsa está relativamente barata e com mais possibilidade de quedas caso os EUA aumentem os juros por lá; eu ainda mantenho minha estratégia de aportes em FII´s para consolidar uma carteira de renda passiva.


3 - FII´s:


Conforme falado anteriormente, o aporte do mês foi destinado aos FII´s - sendo que estou muito próximo da minha meta de R$100.000,00 aportados neste tipo de ativo. A minha carteira atual possui 10 FII´s, sendo eles: RNGO / KNRI / AGCX / BBPO / HGRE / HGLG / PQDP / NSLU / FIIP / FCFL.

Estou analisando mais dois ativos para compor a carteira, mas nesse ano eu devo consolidar a posição em PQDP e NSLU de forma a manter o equilibrio entre os ativos. 

A remuneração de aluguel projetado para Novembro/15 deve chegar a R$843,00 - o que me daria um yeld aproximado de 0,84% a.m. O ativo que puxa este retorno para baixo é o PQDP que vem pagando apenas 0,41% a.m. devido as reformas e obras de expansão que estão sendo realizadas no shopping; mas com a renda projetada após o termino da reforma, o meu yeld deverá chegar a aproximadamente 0,96% a.m - o que considero um retorno muito bom em termos de aluguel. 

É muito dificil conseguir este nivel de retorno investindo diretamente em imóveis e isso se deve ao fato de que investindo em FII´s voce consegue ter acesso a imoveis que seria muito dificil (para não dizer impossivel) como investidor pessoa fisica.


4 - Total:


Após dois meses de queda, finalmente o patrimonio apresentou boa rentabilidade (+1,67%), ajudando a manter positivo no ano, apesar de estar perdendo para inflação e para o CDI.

Com os aportes a serem realizados em Novembro e Dezembro, mais o reembolso de algumas despesas que eu tive com viagem no trabalho, acredito ser possivel chegar na marca de +R$ 11.600,00. Com isto, o patrimonio poderá chegar a R$183.000,00 aproximadamente.

Considerando também o reinvestimento dos alugueis a serem recebidos em Novembro e Dezembro - terei aproximadamente mais R$1.700,00 a ser aportado e a transferencia da Sra Executiva Pobre de R$6.000,00 ajudará a atingir um patrimonio de, aproximadamente, R$191.000,00. Infelizmente, esse patrimonio não é o que estipulei como meta para este ano (R$200K) apesar de estar próximo. A unica forma de atingir o patrimonio estipulado como meta seria uma valorização das ações, o que acho muito improvavel devido o cenário economico do Brasil.

Da minha parte, só resta manter a disciplina nos aportes e tentar atingir os R$191.000,00 e me preparar para 2016 que já está logo ali.

Um grande abraço a todos.

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Atualização Patrimonial - SET/15

Olá amigos da blogosfera - como vão as coisas ? 

Por aqui está tudo mais ou menos na mesma. Estou observando o desenvolvimento desta crise economica e politica, diversos amigos perdendo o emprego e tendo de aceitar propostas com salários bem inferiores ao que recebiam e o fantasma do desemprego sempre rondando as vizinhanças. As empresas costumam fazer cortes e começam pelos maiores salários, pois consegue um impacto maior nas finanças cortando menos pessoal - isso até faz sentido, mas é muito complicado para aqueles que tem seu emprego ameaçado.

Fiquei monitorando o andamento do mercado esse mês e tivemos quedas surpreendentes. A boa noticia é que para aqueles que conseguirem atravessar a crise mantendo-se empregados e com capacidade de aporte, provavelmente irão conseguir adquirir bons ativos por um bom preço. 

O mestrado está caminhando bem e esse trimestre consegui fechar as materias com boas notas e sem muitas dificuldades. Ja tenho minha tese definida e o pré-projeto aprovado. No proximo trimestre começa a busca pelo orientador e vamos ver como será essa nova etapa. A Sra. Executiva pobre irá defender o seu doutorado em Janeiro/2016 e será mais uma etapa concluida. Ela já recebeu ofertas para o pós-doutorado (com potencial para algumas universidades fora do Brasil) e está analisando com cuidado para tomarmos a melhor decisão.

Vamos então ao fechamento patrimonial de SET/15:

1 - Poupança:


Nenhuma novidade nesta modalidade de investimento. Sigo mantendo a reserva de emergencia de R$20.000,00 e poderei utilizar parte desse dinheiro em breve, dependendo de como acontecer alguns planos que eu tenho. Mas por hora, vamos mantendo esse dinheiro bem a mão para quando for necessário.


2 - Ações:


Sigo sem fazer aportes em ações, uma vez que estou alocando todo o meu dinheiro em FII até compeltar o valor dos R$100.000,00 que tenho planejado. Desta forma, no ultimo mes a minha carteira se recuperou levemente e voltou a ter um fechamento positivo, melhorando um pouco o resultado total.


3 - FII:


Este mês direcionei todo o aporte para os FII´s; porém o efeito foi praticamente nulo já que os ativos desvalorizaram 3%. De qualquer forma, estou recebendo rendimentos de R$790,00 / mês e sigo aportando até completar os R$100K e para atingir esse objetivo ainda falta aportar R$5.000,00. Provavelmente até Nov/15 eu consigo atingir essa meta e o aporte de Dezembro + 13º Salario será direcionado para renda fixa, com objetivo de aproveitar as boas taxas de juros oferecidas no TD.


4 - Total:


Apesar da recuperação parcial das Ações e do aporte feito em FII´s + reinvestimento dos aluguéis; ainda assim o fechamento foi negativo em -0,82%, Espero voltar a fechar no positivo em breve com a manutenção dos ativos nos preços atuais e com o aumento da renda passiva e reinvestimento dos aluguéis. A caminhada é longa e temos de ser persistentes nos aportes; além de lutar para manter o emprego. Neste momento é crucial manter a renda e tentar atravessar a crise (durante os proximos anos) mantendo a renda e tentando diminuir as despesas ao máximo.

Um colega do trabalho irá se casar e o pessoal está fazendo uma divisão para comprar presente - deve morrer algo perto de R$300,00. Também terei uma despesa de uns R$100,00 com remedio para o estomago que estou tomando. Fora isso, nao enxergo nenhuma despesa extra e vou tentar fazer um aporte de pelo menos R$3.000,00 no proximo mes.

Um grande abraço a todos.

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Uma Surpresa Desagradavel !!!

Olá pessoal - tudo bem ?

Uma postagem rapida para dividir com voces uma surpresa desagradável que tive esta semana. 

Eu verifiquei no site da Receita Federal se a minha Restituição do Imposto de Renda estava liberada neste lote. Como eu sempre faço a declaração logo no inicio do prazo, eu costumo receber a restituição sempre até o mes de Setembro. Para minha surpresa, a minha declaração não estava liberada e eu decidi verificar o extrato de processamento no site da Receita Federal. Assim que acessei o site, eu verifiquei que constavam pendencias na minha declaração e fui verificar que pendencias eram aquelas.

Como voces sabem eu mudei de emprego no final do ano passado. Por este motivo, eu recebi dois informes de rendimento: o informe da empresa A e o informe da empresa B. Na empresa A eu tinha um plano de previdencia privada corporativo, que eu saquei quando me desliguei da empresa; e o pessoal responsavel pela administração do plano não incluiu no Informe de rendimentos os valores recebidos quando eu saquei o saldo disponivel.

Claro que a falha também é minha por nao ter lembrado e/ou mantido um controle dos valores recebidos; e também nao consultei a papelada da rescisão contratual na hora de fazer a declaração de IR. Confiei apenas no Informe de Rendimentos que estava errado.

Ai eu pensei: "Se o informe de rendimentos está errado, como exisitu divergencia de valores declarados com a Receita ? Teoricamente, a empresa informou para Receita Federal o mesmo valor que estava no meu Informe de Rendimentos".

Decidi ligar para empresa para esclarecer o ocorrido - e eles confirmaram o erro e me informaram que havia um Informe de Rendimentos em meu nome disponivel no RH. Eles haviam emitido o Informe de Rendimentos corrigido e nao me avisaram. Eu perguntei como eu ia adivinhar que existia um informe de rendimentos corrigido, se ninguem me avisou e se eu já havia recebido um informe inicial pelo Correio. Nao tinha como adivinhar que aquele primeiro documento estava errado e que havia um segundo documento disponivel.

O amigo do RH educadamente me disse que era obrigação do ex-funcionário (no caso, eu) se manter informado com o RH da empresa; ou seja, eu teria de ligar para empresa de tempos em tempos para saber de alguma informação importante. Eu comentei que isso era um absurdo, mas desisti de discutir porque seria perder tempo.

Enviei uma declaração retificadora para a Receita Federal e a minha restituição se transformou em "Imposto a Pagar" - e no valor de R$3.797,05. Com muita dor no coração e no bolso, eu gerei a DARF e fiz o pagamento hoje. 

Agora vou analisar em detalhes as despesas do mes que podem ser cortadas para eu poder aportar algo e não ser outro mês perdido do ponto de vista de investimentos. Mesmo com essas despesas acredito que dará para aportar uns R$2.000,00 + Rendimentos FII (aproximadamente R$750,00). 

Gostaria que o governo também pare para olhar onde pode cortar despesas e implantar um plano agressivo de redução de custos e usar o dinheiro para investimentos estruturais. Converso sempre com amigos que fiz no trabalho e que vivem na Alemanha, Holanda, EUA e alguns outros paises - e eles me contam como funciona as politicas locais. Confesso que tenho muita inveja deles.

Vamos agora aguardar as cenas dos proximos capitulos com a perda do grau de investimento e a bagunça que o governo esta fazendo. É impressionante como o governo esta perdido e nao consegue coordenar nem o discurso entre os ministros da propria base aliada. Realmente acho dificil manter esse governo por tres anos e meio. Vamos ver o que acontece nos proximos meses.

E voces ? Qual a expectativa com o governo / pais para o futuro proximo e o que acham que precisaria ser feito para melhorar a situação ?

Um grande abraço.

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Atualização Patrimonial - AGO/15

Bom dia, pessoal - tudo bem ? Pelo que estou vendo até agora, o mes de Agosto foi bem complicado para a maior parte dos colegas da blogosfera. Muitos rendimentos negativos e as carteiras derretendo devido a desconfiança dos investidores em relação a capacidade do Brasil fechar as suas contas e voltar a crescer no curto prazo.

Não tem jeito - o remedio é amargo mas tem que tomar. Quanto mais adia a aplicação do remedio, mais a doença se agrava. Fico imaginando como ficaria a Bolsa e os demais ativos brasileiros em caso do rebaixamento da nota de risco do Brasil, o que impediria os maiores fundos de pensão e outros fundos de investimentos mundo afora de aportarem seu dinheiro nos ativos brasileiros. E também nao podemos esquecer que os EUA estão trabalhando com taxas de juros reduzidas; porém a economia americana está se recuperando e um eventual aumento nas taxas de juros por lá, vai causar uma fuga de dolares de mercados arriscados para o "porto seguro" do Tio Sam.

Por mais que eu tenha vontade, não acredito em uma virada politica ou mesmo uma ação com fundamentos juridicos para impeachment da nossa "nobre" presidente, apesar que eu ficaria bem feliz se isso acontecer de fato. Mas, tentando ser um pouco mais realista, o melhor que posso esperar é que o Levy consiga convencer os "cabeçudos" do Congresso e do Planalto a apertar os cintos de verdade e economizar nos centavos para conseguir retomar o superavit e controlar a inflação. Isso poderia trazer mais confiança para os investidores e começar a destravar a economia lá no final de 2016.

Sei que tem muitos que sonham em deixar o Brasil (leio muito isso em blogs dos colegas) e eu também tenho esse sonho. Mas, novamente, temos de ser realistas e saber que se nao for para ser imigrante ilegal e sofrer todas as consequencias deste status - o processo de imigração para um pais de primeiro mundo é bem complicado. Eles querem imigrantes por lá ? Sem duvida que sim. Porém eles querem imigrantes qualificados; e quando digo qualificados me refiro aos extremamente qualificados. Nao quero desanimar ninguem, mas é preciso manter os pés no chão e trabalhar focado para atingir esse sonho.

 Este mês eu iniciei a procura por trabalho nos USA e Canada. Vamos ver como vai ser o retorno, apesar que so consigo enviar "Resume" no final de semana; logo a minha procura nao é tao eficiente. Além disso, sigo com o processo em Portugal para obter a cidadania portuguesa que pode me abrir as portas do "VelhoMundo" e como cidadao do país, a coisa sempre fica muito mais facil.

Mas vamos ao fechamento do mês de Agosto e ver o tamanho do prejuizo neste mês:

1 - Poupança:


Continuo mantendo R$20.000,00 como reserva de emergencia e pretendo abrir posição no TD com novos aportes e assim que estiver mais confortável com a modalidade, eu vou transferindo o saldo da poupança para o Tesouro Direto.

Este mês nao houve aportes porque tive uma serie de gastos nao recorrentes que acabaram por consumir os R$4.000 que estava planejado para aporte. Os meus gastos nao recorrentes este mês foram:

- Seguro do Carro: R$ 2.080,00
- Renovação Passaporte: R$ 514,00
- Despesas c/ Exames Medicos (Mãe): R$750,00
- Despesas c/ Tratamento Saude (Mãe): R$ 688,00

E, devido a estes gastos, nao foi possivel realizar aportes no mes de Agosto. Mas vamos firmes para recuperar no mes de Setembro e vamos mantendo a força para sobreviver nestes periodos de crise economica.


2 - Ações:


Como voces podem ver, este mes a queda na carteira de ações foi bem grande. As duas ações mais impactadas foram CEMIG (já esperado) e CIELO (não esperado). Inclusive, agora a CIELO está abaixo do meu preço médio, o que poderia indicar uma possibilidade de compra - mas devido eu nao ter conseguido aportar no mes de Agosto e ainda nao ter atingido a meta de R$100.000,00 em FII - eu vou adiar um pouco mais a compra de ações.

O valor de R$5.117,55 que voces podem observar como retirada foi a venda das ações da BEMATECH (fechei a operação com lucro de 13,22%) e ainda vou receber dividendos em 10/09. O dinheiro da venda das ações da BEMATECH foi integralmente aplicado em FII´s, conforme a estrategia definida.


3 - FII:


Como comentei na parte de ações, eu investi integralmente o valor da venda das ações da BEMATECH em dois novos FII`s na carteira: PQDP11 e NSLU11. Desta forma, agora a carteira possui 10 FII´s e começa a tomar uma diversificação interessante.

PQDP11 é o meu primeiro fundo na area de shoppings e eu comprei por se tratar do maior shopping da america latina, apresenta balanços lucrativos e lojas interessantes, localizado em uma regiao com crescimento do poder aquisitivo e o shopping esta passando por reformas que devem valorizar o empreendimento e permitir a instalação de novas lojas melhorando o portfolio oferecido aos clientes. Nao comprei as quotas pensando no curto prazo, até porque o consumo das familias no Brasil deve ser ainda mais afetado durante esta crise, mas é um setor onde eu gostaria de estar posicionado e como ja estou quase atingindo a meta de R$100K em FII - o momento de compra foi agora.

NSLU11 é o meu primeiro fundo na area de hospitais. Escolhi o NSLU por se tratar do mais tradicional fundo hospitalar no mercado; ja passou por revisional do aluguel na justiça - sendo o valor arbitrado pelo juiz maior do que o aluguel que vinha sendo pago, contrato de longo prazo e falta do interesse tanto do inquilino como do locador em rescindir contrato devido a dificuldade de encontrar um outro local pronto para instalar hospital, previsao de receitas estaveis (setor menos afetado por crise economica). Este fundo vai tornar a carteira ainda mais defensiva e com previsibilidade no recebimento de alugueis.


4 - Total:


De acordo com o sistema de cotas do grande ADP - meu patrimonio recuou 4,44% este mês. A rentabilidade historica ainda esta interessante e temos 4 meses para melhorar esse numero. 

Eu estou distante R$ 37.500 da minha meta patrimonial do final do ano - os famosos R$200K. Infelizmente, estes gastos que mencionei na parte da Poupança nao permitiram que eu fizesse aporte neste mês de Agosto e aliado a queda dos ativos que tenho em carteira começa a comprometer minha meta de atingir os R$ 200.000,00 em Dezembro. 

O meu potencial de aporte até Dezembro é de R$ 26.000,00. Desta forma, preciso recuperar R$11.000,00 em valores de ativos para fechar a conta dos R$200K no final do ano. Isto representa uma valorização de aproximadamente 7,1% na carteira, o que nao é impossivel mas devido a situação atual, eu diria que é improvavel.

Mas vamos perseguindo os numeros e torcendo para a coisa melhorar. Em paralelo, continuo com o mestrado para ter um plano B em caso de crise no meu setor e eventual demissão. A segurança é que a Sra Executiva Pobre tem trabalho garantido (nao pode ser demitida) até 01/01/2020; então é possivel arriscar um pouco mais no mercado e pensar na possibilidade concreta de mudança para outro pais.

Um grande abraço a todos !!!

sábado, 15 de agosto de 2015

Atualização Metas 2015

Olá pessoal - tudo bem ?

Neste ano eu defini algumas metas que eu pretendo atingir e que podem me ajudar no meu desenvolvimento pessoal e profissional. Vi que alguns colegas na blogosfera fizeram a sua "avaliação de meio de ano" para verificarem se estão no caminho correto. Achei isso uma ideia super legal e decidi também fazer a minha avaliação e verificar o desempenho até o momento.

1 - Meta Financeira (R$200.000,00 - Dez/15): eu defini esta meta com base na minha capacidade de aportes e até o momento, estou com um patrimonio de aproximadamente R$170.000,00
Neste ano a carteira vem se mantendo com rentabilidades positivas, devido a sua composição defensiva e isso ajuda muito quando penso nos R$200.000,00 no final do ano. Entretanto, ainda existe uma diferença de R$30.000,00 que preciso tirar via aportes e reinvestimento de dividendos e alugueis recebidos. 

- Carteira Atual: R$170.000,00
- Aportes até Dez/15: R$24.000,00
- Restituição do IR: R$2.000,00
- Reinvestimento Aluguel/Dividendo: R$3.000,00

Se fizermos a somatória veremos que se não houver desvalorização da carteira (o que eu duvido bastante), vou precisar de R$1.000,00 adicionais para atingir a meta no final do ano. A Sra Executiva Pobre já foi chamada para resolver esse assunto e disponibilizou R$6.000,00 até Dez/15 para fecharmos esta meta.


2 - Meta Estudos (Mestrado em Administração / Finanças): o Mestrado continua a todo vapor e até o momento fui aprovado em todas as materias com boas notas. O desafio é conciliar o tempo de estudo e trabalhos academicos com o tempo para a empresa, que sempre acaba demandando bastante. De qualquer forma, o Mestrado segue a pleno vapor e até agora a meta está sendo atingida. As materias deste ciclo sao bem interessantes e isso ajuda a manter a motivação.


3 - Meta Profissional (Referencia no Departamento): como iniciei na empresa (nova empresa e novo setor de atuação) no final do ano passado, a minha meta no primeiro ano de trabalho é desenvolver bons projetos e obter resultados acima da media. O objetivo é me tornar a referencia no Departamento e construir minha credibilidade na empresa. Até o momento, esta meta vem sendo atingida - estou conseguindo desenvolver atividades inovadoras para este segmento de atuação, apresentei projetos com excelente redução de custo, desenvolvi novas fontes de fornecimento para diversos itens e estou envolvido em projetos globais - que inclusive culminaram com minha viagem para Espanha, onde aproveitei para ampliar meu network e ampliar experiencia em ambiente internacional. O trabalho já começa a aparecer fora dos muros da empresa e outra empresa do mesmo setor me fez uma proposta de trabalho pelos resultados do meu projeto e indicações de fornecedores que trabalham próximos e tem contato comigo. Não aceitei a proposta devido ao local de trabalho ser em outro Estado e, no momento, me interessa uma oportunidade internacional. De qualquer forma, até agora esta meta referente ao trabalho também vem sendo atingida, apesar de eu não estar feliz com a distribuição de tempo entre Mestrado x Trabalho.


4 - Meta Pessoal (Melhorar Alimentação e Perder Peso): desde a experiencia que eu tive de morar sozinho em outro Estado - e ficar comendo um monte de porcarias todo dia por nao querer ficar cozinhando - eu adquiri quilos extras na balança. Minha meta é reduzir estes quilos e voltar ao meu peso ideal e, até o momento, eu nao estava fazendo nada de diferente na minha rotina para poder atingir essa meta.
Então, fizemos uma especie de aposta aqui no trabalho e eu venho mudando minha rotina: dieta paleo todos os dias; quando tenho aula no mestrado e sei que nao vou conseguir fazer exercicios eu estou subindo 14 andares de escada para compensar, quando nao tenho aula no mestrado eu faço uma caminhada de 6KM (caminhada com corrida) e subo 10 andares de escada. A nossa aposta aqui no trabalho vai até 13/11 e preciso chegar no meu peso ideal até lá.


5 - Meta Pessoal (Ler 1 Livro / Mês): essa meta é até covardia porque eu adoro ler; então é uma meta facil de ser atingida. Até o momento, eu li os seguintes livros:

- Biografia do Boni - Executivo da Globo (não lembro o titulo)
- Biografia do Steve Jobs
- Biografia do Adolf Hitler
- Biografia do Winston Churchill
- Uma Breve Historia do Mundo
- Uma Breve Historia do Seculo XX
- Uma Breve Historia do Cristianismo
- Inferno - Dan Brown
- A Divina Comedia - Dante Aliguieri
- O Bem Amado - Dias Gomes
- O Jeito Peter Lynch de Investir
- O Jeito Warren Buffet de Investir

Além disso, ainda tem os papers e artigos tecnicos do mestrado, mas acho que nao entra na conta. De qualquer forma, meta atingida até o momento.


6 - Meta Pessoal (Lazer): uma das coisas que acho importante é incluir pontos de lazer nas metas para tentar desintoxicar do dia a dia de trabalho. Eu nao estipulei quantidade de atividades ou algo parecido, mas me dediquei a ter uma vida com mais momentos de lazer. E para isso, fiz e continuo fazendo as seguintes atividades:

- Futebol aos Domingos (1x / semana)
- Show do Zé Ramalho (1x)
- Pratica de Tiro com meu avô (1x / mês)
- Tomar Cafe com minha avó (1x / mês)
- Viagem para Sitio (4x / semestre)
- Acompanhar Futebol Internacional (Campeonato Alemão - desde que viajei para Alemanha, gosto de acompanhar o campeonato local)
- Acompanhar Finais NBA
- Acompanhar NHL (jogo dos Rangers)
- Ir ao Estadio ver meu time (o ambiente é bem legal, com pessoas mais velhas e familias assistindo aos jogos).

E agora vai começar a NFL. Para aqueles que nao acompanham futebol americano, eu recomendo muito. No começo é preciso ter um pouquinho de paciencia para entender as regras e observar estrategias, mas depois que se aprende o básico posso garantir que é um esporte muito emocionante.


Avaliação Final: acredito que o ano está sendo produtivo e as metas (tirando a de perder peso e ter alimentação saudavel) estão todas razoavelmente encaminhadas. Até o final do ano eu preciso ter um pouco mais de atenção com a meta dos aportes (nunca descuidar do patrimonio) e com o mestrado para nao reprovar em nenhuma materia. Além disso, vou começar a procurar alguma oportunidade de trabalho fora do Brasil e isso requer planejamento e ativar a rede de contatos de forma estrategica - quero me dedicar a esse objetivo com mais carinho do que tenho feito até agora. O sonho de viver fora tem de ser implantado com rapidez porque a situação do Brasil está se deteriorando e eu não quero passar todos os dias da minha vida por aqui. Tenho diversas restrições a nossa cultura e forma de conviver em sociedade, mas vou deixar isso para uma proxima postagem.

Um grande abraço !!!

sábado, 1 de agosto de 2015

Atualização Patrimonial - JUL/15

Olá Pessoal - tudo bem ?

As coisas andam bem corridas aqui na empresa. Por sorte, estou de ferias no mestrado e estou tentando gerenciar todas as coisas e problemas que vem surgindo. A propósito do mestrado as provas foram agendadas bem no meu retorno da viagem que fiz a Espanha; logo, tive que ficar estudando todas as noites enquanto estava por lá e acabei não aproveitando muito da viagem do ponto de vista turistico. Mas pelo menos valeu a pena pelos contatos profissionais e com as noites de estudo eu consegui ser aprovado nas materias.

Vou seguindo no mestrado buscando a titulação para fazer uma migração do mundo corporativo para o mundo academico - acho que atuar como professor pode ser uma experiencia bem gratificante. Principalmente, se eu conseguir aliar trabalho em meio período com uma renda passiva fruto dos investimentos, o que pode me proporcionar a chamada semi independencia financeira.

Ando um pouco chateado com uma pessoa especifica aqui do trabalho e aconteceram algumas coisas que eu classifico como absurdas (estou vendo a melhor forma de dividir com voces nas próximas postagens) e realmente nao quero ficar até os 65 anos suportando determinadas situações e determinados tipos de pessoas / personalidades.

Acredito que o melhor fruto que podemos ter da disciplina de poupar e investir todos os meses é exatamente atingir uma liberdade financeira. Essa liberdade financeira, na verdade, é uma liberdade de vida - porque quando voce nao depende mais do seu salário voce pode se permitir viver da forma como achar melhor e conviver com pessoas que tenham personalidade com a qual voce se identifica. Não gosto de conviver com pessoas mal educadas, que gritam e tentam impor a opinião a força, ou pior ainda, pessoas que não tem carater e praticam o tão famoso assedio moral.

De qualquer forma, o melhor remédio é utilizar essas frustrações do dia a dia como forma de motivação para manter a disciplina e a estratégia de investimentos a fim de conquistar a liberdade financeira.

Então, vamos a atualização patrimonial deste mês:

1 - Poupança:



Sigo com a alocação de R$20.000,00 em poupança e estudando a melhor forma de otimizar essa aplicação. Provavelmente o destino será TD - apesar de ser importante ter algum valor em poupança para ter saldo médio com o banco e usufruir do unico beneficio de ser um cliente com saldo em conta, que é o atendimento em agencias exclusivas e o facil acesso ao gerente para resolver algum problema. Porém, com a taxa de juros subindo como está provavelmente o dinheiro irá para o Tesouro Selic.


2 - Ações:



Apesar das quedas do IBOVESPA, a minha carteira ainda não chegou a apresentar prejuizo, porém isso nao vai durar por muito tempo. Com a crise economica e a ameaça de perder o grau de investimento, com certeza, o IBOVESPA vai despencar (o que pode ser oportunidade de boas compras) e apesar da minha carteira ser bem defensiva, com certeza ela também vai sangrar durante um tempo. De qualquer forma, os aportes em ações estão em suspenso até eu atingir minha meta de alocação em FII e também em Renda Fixa.


3 - FII:



Em relação aos FII´s a performance continua bem bacana com valorização dos ativos. Apesar de este não ser meu objetivo (eu espero sempre uma valorização dos imóveis de acordo com a inflação) uma valorização patrimonial é sempre bem vinda. O meu objetivo principal com os FII é o recebimento de aluguéis e neste mês eu recebi R$760,00 e com as compras realizadas acredito ultrapassar a marca dos R$800,00 no próximo mês. Estou chegando próximo do meu objetivo em FII para este ano, que é R$100.000,00 e assim que atingir esse objetivo eu iniciarei minha posição no Tesouro Direto.


4 - Total:



Finalmente, o patrimonio bateu a marca dos R$170.000,00 - o que ainda mantém vivo o objetivo de atingir R$200K no final do ano. A alocação que estou buscando é de 50% em FII (100K) / 30% em Ações (60K) e 20% em RF (40K).

Para a Renda Fixa, neste momento eu tenho R$20K em poupança e portanto, terei de aportar outros 20K no Tesouro Direto. A estratégia no TD será compra de Tesouro Selic com a finalidade de garantir a rentabilidade e, em caso de boas oportunidades poder vender este ativo na Renda Fixa e comprar Ações ou FII´s. A outra parte será aplicada em NTN IPCA Principal com o objetivo de "travar" as altas taxas de juros para um período mais longo, neste caso, titulos com vencimento em 2035.

Então vamos nessa, torcendo para o governo conseguir aprovar as medidas de ajuste para ver se o pais consegue pelo menos respirar a partir de 2017; porque 2015 e 2016 já estão perdidos. Conseguir manter a renda e manter os aportes será um grande diferencial neste periodo, tomara que todos os colegas da blogosfera (inclusive eu) consigam atingir este objetivo.

Um grande abraço a todos.

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Atualização Patrimonial - JUN/15

Olá pessoal - tudo bem ?

Vou postar rapidamente o resultado para não atrapalhar a consolidação dos dados para o ranking e depois volto para conversar durante o mês e contar como foi a viagem e outras coisas mais que estão acontecendo no trabalho. Peço desculpas pela correria e promete voltar com mais calma em breve.

1 - Poupança:


Ainda mantendo R$20.000,00 na poupança como reserva. Nao consegui iniciar os meus investimentos no TD e com a viagem que tive de fazer, acabei nao estudando alternativas de investimento. Então, a situação ficou basicamente igual nesta modalidade.


2 - Ações:


Quanto as ações não houve uma variação muito grande e vale pelo rendimento no ano que está em quase 14%. Por enquanto, a carteira vem se mostrando acertada com as minhas convicções e assim que completar o valor em FII, voltarei a aportar em ações para completar a carteira e equilibrar os investimentos.


3 - FII´s:


Não houve aportes neste mês, pois usei o dinheiro do investimento para as despesas da viagem e agora tenho de pedir reembolso na empresa. Além disso, tive despesas com advogado referente ao processo de cidadania e isso consumiu outra parte do dinheiro reservado ao aporte. No proximo mês os aportes retornam até completar os R$100.000,00 em FII´s.

Neste mês eu tive rendimentos de R$745,32 - o que frente ao patrimonio do mes de Maio (R$81443,74) dá um dividend yeld de 0,91% a.m. Fiquei bem feliz em ter superado a barreira do 0,9% a.m. e vou continuar investindo e equilibrando a carteira de FII´s. No proximo mês, acredito abrir posição em mais um Fundo que está sendo estudado e ampliar para nove fundos na carteira.


4 - Consolidado: