sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Sobre Morar Fora do Brasil

Olá pessoal - tudo bem ? Recentemente, eu venho observando uma grande quantidade de postagens falando sobre a vontade de morar fora do Brasil. Eu entendo que devido a situação econômica atual e questões como segurança e educação podem levar as pessoas a ter essa vontade enorme de morar fora do Brasil. Eu também compartilho essa vontade e acho que a experiencia de viver em outro pais é muito enriquecedora.

Entretanto, eu observo varias pessoas comentando que "quando eu tiver a independência financeira eu vou para tal lugar" ou "quando eu juntar determinado valor, eu vou embora do Brasil". E, claro que quando falamos de ir embora, sempre pensamos em países como EUA, Canada, Europa Ocidental, etc...

A questão é que a maioria das pessoas do mundo quer ir para esses países. Também por isso, esses países colocam diversas barreiras para evitar a imigração. Os EUA, por exemplo, possuem restrições severas para conceder visto de trabalho (apenas 50 mil por ano) e somente para trabalhadores qualificados onde não é possível achar um trabalhador americano que desempenhe a mesma função e que tenha a mesma qualificação. De cara, este visto não é possível para a grande maioria das pessoas.

Uma outra possibilidade é o visto L1 para transferência entre empresas. Ele se aplica a executivos e gestores (normalmente com mais de 03 anos de empresa) que serão transferidos para a Terra do Tio Sam. Esse visto é mais simples porque não possui limite (como o visto H1), porém você tem de ter experiencia gerencial e trabalhar em uma empresa multinacional que tope enviar você para outro país - e acredite em mim, isso não é nada fácil de acontecer.

O visto de investidor todos já conhecem e se tiver o montante necessário para investimentos no país escolhido - esse será o caminho mais fácil. Porém, novamente, juntar o montante exigido para obter o visto de investidor não é uma coisa simples.

Bom, agora que já mencionei que não é só decidir ir embora e entrar no avião - vamos ver mais alguns pequenos empecilhos para a mudança.

Disparadamente, o primeiro item é o idioma. Apesar de parecer simples, eu conheço pouquíssimas pessoas com um nível de Ingles que permitiria concorrer facilmente por vagas nos USA. Temos de lembrar também que os EUA é um país continental e a diferença cultural é enorme. Pode ser mais fácil morar na Florida com um Ingles sofrível, pois o lugar esta acostumado a presença de latinos; mas tente fazer o mesmo em North Carolina, Mississipi, Georgia e outros lugares com fortes preconceitos raciais e contra estrangeiros. Pode apostar que sua vida será diferente.

Tem de lembrar da questão do clima - parece bacana ver tudo com neve; mas posso garantir que quando voce tiver de acordar uma hora mais cedo durante tres ou quatro meses do ano (dependendo de onde morar) para retirar neve da porta da casa, voce nao achará a neve tão bonita. Se tiver de colocar correntes nos pneus achara menos bonita ainda. E tem de fazer a manutenção da sua calçada e areas de acesso a sua casa perfeitamente, porque se um cidadão escorregar e se machucar você pode ter certeza que será processado.

Aqueles comentários sobre a colega de trabalho bonitinha que esta usando uma roupa insinuante ... pode esquecer. Isso dá processo por lá e pode arruinar a sua carreira. E se voce nao gosta de participar de atividades da comunidade (almoços, jogos do time da escola, passeios coletivos, encontros religiosos, etc...) pode esquecer sua carreira. A cultura americana é fortemente voltada a comunidade e voce fazer parte dela de forma integral é importante se pretende ter um trabalho no mesmo nivel que poderia ter no Brasil.

Outro ponto que sempre vejo comparações é em relação aos preços das coisas nos USA e no Brasil. É obvio que as coisas lá sao muito mais baratas (proporcionalmente ao poder de compra), mas temos de lembrar que para comprar de fato produtos mais caros (casa, automóvel, etc...) você precisa ter um histórico de credito para obtenção de boas taxas de financiamento ou vai ter de pagar a vista. Muita gente enfrenta dificuldade para comprar uma casa com as taxas americanas porque não possuem o histórico de credito necessário para isso.

Temos de lembrar também que o ambiente de trabalho por lá é outro. A produtividade é enorme e aqui estamos acostumados a ter certos benefícios que não são nem cogitados por lá. Nao existe ferias de 30 dias, tampouco ferias remuneradas. Se quiser sair de ferias, você tem de realmente se planejar porque naquele mês vai receber menos.

O horario de almoço praticamente não existe. Nao tem essa de ir almoçar e usar a sua 1 hora de almoço por completo, Inclusive, muitos profissionais almoçam na própria mesa e trabalham ao mesmo tempo. 

Voce tem 06 dias por ano de "sick day" - sao os dias de afastamento medico. Voce pode sofrer um acidente e ter de operar e ficar afastado 06 meses - a empresa nao vai poder te demitir, mas também nao vai pagar o seu salário - existem pouquíssimas exceções para esta regra.

Vamos esquecer também a a brincadeira de 40% de multa sobre o FGTS. Eu sei que lá não existe FGTS e o valor esta incorporado ao salário do empregado, então voce recebe esse dinheiro. Mas se é mandado embora, voce recebe apenas os dias trabalhados - nao existe multa nenhuma por ser dispensado sem justa causa. Se nao tiver reserva financeira, voce nao paga as contas do mes.

Também nao vamos esquecer que nao existe nivel superior gratuito por lá - pelo contrário, as despesas de faculdade sao bem caras. Além disso, se quiser uma educação infantil de qualidade, vai ter de morar em um bairro com boas escolas e impostos bem salgados - já que o valor do imposto sobre o imovel é destinado a manutenção da escola que atende aquela localidade.

Outro ponto sao os impostos - eu sei que no Brasil os impostos sao um absurdo. Mas para os investidores, o ambiente no Brasil é bem camarada, já que temos isenção de imposto sobre dividendos e alugueis recebidos via FII; e isenção até R$20K por mes no ganho de capital com venda de ações. Nos USA os dividendos sao tributados pesadamente, os alugueis recebidos também e uma eventual herança pode ser tributada em mais de 40%.

Obviamente que estou citando apenas os pontos "negativos" dos red necks - mas os USA tem um ambiente muito mais seguro, educação com mais qualidade, centros hospitalares mais qualificados, preços mais competitivos, uma classe media definida e numerosa, etc... Poderia ficar dois dias falando dos beneficios dos USA, mas acho que é interessante lembrar aos colegas que o ambiente por lá não é tão saudável assim, que a competição americana é absurda, que lá vale muito o que você tem e se voce nao faz dinheiro voce é um "loser", o bullying é institucional nas escolas e a vida de investidor é mais complicada em relação aos impostos.

Soma-se a isso a dificuldade de obter um visto para entrar legalmente na Terra do Trump e terá um panorama mais realista da terra da oportunidade. 

Novamente, é claro que o lugar é bacana. Caso contrario, nao haveria tantas pessoas (inclusive eu) querendo mudar para lá. Porém, novamente, é importante conhecer o lado B dos americanos para saber onde está pisando. Para quem quer a qualidade de vida dos USA sem entrar no capitalismo selvagem americano, existe outros opções como: Australia, Nova Zelandia, Paises Nordicos, etc...

Essa postagem tem o objetivo apenas de incluir mais pontos para análise de quem está pensando em pegar as malas e ir de qualquer jeito comer hot-dogs e churrasco de hamburger. Nao podemos nos enganar e ter uma imagem dos USA que sao divulgadas em filmes - é o mesmo que os estrangeiros que pensam que o Brasil é o Rio de Janeiro.

Um grande abraço a todos,

47 comentários:

  1. Executivo Pobre, boa tarde. Eu acompanho seu blog há muito tempo. Gostaria de uma sugestão tua. É o seguinte, tenho 23 anos, faço medicina em uma faculdade federal, acabei de ingressar no segundo período. Meu sonho é ser oficial da Pm, entretanto sei que o salário não é dos melhores e minha família, com certeza, não apoiará minha decisão de abandonar o curso. Você acha que vale a pena eu abandonar medicina? Sei que você não me conhece, mas, por vc ser uma pessoa mais vivida e com muita experiência,gostaria que opinasse acerca dessa questão, dado as informações que irei lhe passar a seguir. O que me leva a cogitar essa hipótese (de abandonar o curso) é que não estou gostando tanto, embora consiga suportar, e tenho medo de como estará o mercado daqui a seis anos. Vejo a carreira de oficial como algo mais light, pois terei que estudar muito para passar na prova ( algo que tiro de letra) e durante o curso... depois disso, eles ficam mais na parte burocrática, isto é, não fazem quase nd e têm uma remuneração interessante. Diferente do militarismo,na área médica terei que estudar durante a vida toda e ( meu medo maior) não ter uma remuneração condizente com meu esforço. Estou analisando sonho e, principalmente, custobenefício. O que você acha? ah, somado a isso, como não lhe informei, tentarei a PMSP,pois ainda não exigem ter bacharel em direito... E faço medicina na segunda melhor faculdade federal do meu estado, que é MG. Espero ansioso pela sua resposta, grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, vou tomar a liberdade de tentar escrever algo que possa te ajudar. Sou formado em medicina faz 6 anos, fiz duas especializações de e comecei efetivamente a trabalhar faz 2 anos.

      Seguinte: ainda tem boa perspectiva de trabalho, mas já foi melhor e no futuro vai piorar, a meu ver, mas ainda assim será melhor que grande parte das outras carreiras. O que acontece é que não dá mais pra terminar apenas os 6 anos básicos e encher os bolsos e ter inúmeras propostas de trabalho, como era há uns 20 anos.

      O maior problema que acho da profissão são os horários. Se quiser trabalhar 8 horas por dia de segunda a sexta, esqueça medicina. Todos, nos primeiros anos pós-formado, têm que trabalhar fim de semana, alguns feriados, muitas noites, jornadas de muitas vezes 48h seguidas... e o stress é pesado, muitas vezes.

      Enfim, ainda acho válido, a carreira médica. Espero ter te ajudado em algo.

      Excluir
    2. Ola anon - desculpe pela demora na resposta. EU acredito que voce deve terminar o curso de medicina. Alem de ser uma profissao com alta demanda no Brasil, ainda é uma profissao que permite voce trabalhar em outros paises caso queira tomar a decisao de viver fora.

      Sendo oficial da PM voce tera outros beneficios, mas nao podera exercer a profissao fora do Brasil. E ser funcionario do governo em tempos de crise economica nao é bacana - veja a situação da PM nos estados brasileiros com dificuldades: Rio de Janeiro, Espirito Santo e RIo Grande do Sul, entre outros.

      Outro beneficio de voce terminar a medicina é que se trata de uma profissao onde voce pode empreender tendo a sua propria clinica ou consultorio. Isto é uma liberdade interessante ... além disso, como medico voce ainda poderá prestar concurso para oficial da PM ou mesmo para oficial das forças armadas.

      Racionalmente falando, eu terminaria a graduação em medicina ... depois disso, verificaria se realmente tenho vontade de ser oficial militar e seguiria em frente no concurso. Voce ainda vai ter menos de 30 anos e podera fazer parte da PM e, se no futuro, achar a coisa pesada demais (oficiais fazem bem mais do que trabalho administrativo no quartel) ainda tera a opção de exercer a medicina.

      É sempre melhor ter duas opções do que uma.

      Um grande abraço,

      Excluir
    3. Ola Daniel - tudo bem ? Eu concordo totalmente com o que voce falou ... cada profissao tem suas caracteristicas e pontos negativos ... o oficial da PM passa a ser alvo de bandidos, tem que tomar cuidado com a sua segurança e da sua familia em um nivel muito alto, no inicio de carreira também trabalha em plantoes (principalmente noturnos), tem que continuar fazendo os cursos de especialização militar obrigatorio, etc...

      Mas eu ainda terminaria a graduação em medicina e depois decidiria qual caminho seguir.

      Um grande abraço,

      Excluir
    4. Daniel e Executivo pobre, muito obrigado pela resposta de vocês..... Na verdade, minha finalidade na medicina é, dps de formado, dar um up na carreira durante dez anos, trabalhando muito, com muitos plantões e tals....sei que dá para fazer uma certa grana assim, como sou extremamente frugal, simples e, principalmente, já invisto, TD, FII, ações... creio que durante este período que eu estipulei, conseguirei minha independência financeira. Foi o que eu disse, meu medo é estudar muito e não ter retorno na mesma proporção. O mercado, com ctz, vai saturar.... Mas, Daniel, vc acha que pegando muitos plantões hj, dá para tirar uns 15k líquidos?.. Pois, no meu pensamento, caso ganhe isso, vou investir uns 12k por mês e "viver" com 3k.. vcs acham uma boa esse meu pensamento?

      Excluir
    5. Veja se na PM que voce pretende seguir carreira existe o cargo de oficial medico ou equivalente. Algumas PMs abrem vagas junto com o curso de formacao de oficiais, vagas para oficiais ja formados em medicina.

      Excluir
  2. Tudo tem seu preço! Mato a pau executivo, nossa realidade é tensa, mas se vc não vive na bolha do medo e da mídia voce consegue ter uma vida tranquila aqui.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola anon - tudo bem ? O Brasil esta longe de ser o melhor pais do mundo (tampouco acredito que os EUA ocupem essa posição); mas nao estamos nem perto de ser o pior pais do mundo. O Brasil também tem seus beneficios.

      Claro que eu também quero morar fora, mas acho importante alertar o pessoal sobre a real situaçao na America. Tem muita gente querendo ir de forma ilegal e ai o negocio se complica ainda mais.

      Um grande abraço,

      Excluir
  3. Muito bom post, Executivo.

    Acho simplesmente burrice ir morar nos EUA sem ter 1M aqui mesmo, pois caso não dê certo na Terra de Marlboro, dá para voltar e tirar uns 10k mensais da Bovespa com fiis, dividendos e vendas coberta.

    Vejo-me como um capitalista, quero muito dinheiro, muito mesmo, por isso aprendi Análise Fundamentalista e agora aprendo a operar opções. Entrei no jogo para ter muito dinheiro. Posso morar em qualquer paraíso fiscal que tenha praia e clima tropical. Por essa razão acho uma bobagem idolatrar os ianques e seu futebol horroroso. Se não houvesse taxação de dividendos até seria uma boa. Mas não vou dar dinheiro para Trump construir muro.

    Por último, devemos lembrar que o novo governo está literalmente caçando os imigrantes ilegais, vários estão sendo presos e deportados. Isso é um motivo a menos para se pensar em imigrar como clandestino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prevejo um péssimo futuro para o seu dinheiro. Melhor rever esses conceitos de investimento porque vai ficar caro pra cacete essas suas análises fundamentalistas que não servem para nada.
      Opções então ....
      Falo de boa. Abraço!

      Excluir
    2. Ola anon 21:50 - tudo bem ? Eu nao sei se precisaria de 1MM paa somente entao ir para os EUA. Acho que se a pessoa recebe uma oferta de trabalho e vai de forma legal, pode ir com menos dinheiro que também sera interessante. O problema é que é muito dificil alguem receber uma oferta de trabalho (sao apenas 50 mil vistos de trabalho por ano e a concorrencia é global).

      Por isso, acho que esta no caminho correto - investir na sua educação financeira e tentar formar o seu patrimonio onde voce esta vivendo. Se tiver a oportunidade de viver fora, isso será otimo. Se nao tiver, ja esta fazendo a licao de casa por aqui mesmo.

      Um grande abraço,

      Excluir
    3. Ola anon 23:19 - tudo bem ? Divida com a gente um pouco mais sobre a sua previsão ... porque acredita que o colega vai ter um futuro pessimo com seu dinheiro ? Porque voce acredita que analise fundamentalista nao serve para nada ?

      Também estou curioso para saber que tipo de criterio voce utiliza para seus investimentos e divida conosco como ven sendo a performance da sua carteira nos ultimos anos. Acho legal uma alternativa a analise fundamentalista e seria bacana se voce dividir com a gente sua estrategia de investimentos.

      Um grande abraço,

      Excluir
    4. Beleza EP?
      Eu não me expressei bem quando disse que a análise fundamentalista não serve para nada.
      O que eu quis dizer é que na maioria das vezes (e coloca maioria nisso), o cara vem todo animado para a bolsa, faz a análise dos fundamentos e realiza a compra baseada nos fundamentos. Beleza até aí. Mas, é só a ação cair 10% e o cara vende tudo, apesar de ter comprado baseado nos fundamentos.
      Ou seja, análise fundamentalista que não serve para nada na maioria esmagadora das vezes.
      Abraço!

      Excluir
    5. Ola anon - agora eu entendi o que voce quis dizer e quero salientar que concordo com voce. Em alguns casos, as pessoas tomam decisão baseado na analise fundamentalista e na primeira variação de preço, esquecem a analise feita e começam a girar o patrimonio.

      Um grande abraço,

      Excluir
  4. Rapaz, meu modelo de atividade comunitária é analisar balanços junto de outros investidores, como faz o Warren Buffet. É uma perda de tempo fazer churrasco com Homer Simpson.

    Acho que um dos caras mais inteligentes da blogosfera é o Soul Surfer, pois ele acumulou uma grana que o permite morar em QUALQUER país do mundo. Dá para ficar 6 meses na Indonésia surfando, depois 6 meses em Ibiza.

    Com U$ 5.000,00 mensais mora-se em qualquer parte. Isso deve ser algo em torno de R$ 15.000,00. Sabendo fazer operação de taxa é possível conseguir essa grana com menos de R$ 1,5.

    Para quem não tem filhos, a liberdade é o planeta inteiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola anon - concordo com voce e também admiro muito o soul surfer (o cara é genial). Concordo também que renda de US$60K anual é mais do que suficiente para viver em qualquer pais do mundo.

      A vida na America nao é so churrasco e atividade comunitaria; mas essa é uma grande caracteristica dos americanos. Para escapar disso, talvez morar em grandes centros onde as coisas sao mais impessoais (New York, Chicago, San Francisco, Boston, etc...); mas morando em cidades menores (principalmente no sul dos EUA) voce sentirá a pressao invisivel da comunidade...rsrsrs

      Acho que liberdade é o planeta inteiro mesmo para quem tem filhos. Existem diversas familias viajando, vivendo em outros lugares .... e fazendo tudo isso com seus filhos. Acho que financeiramente será mais demorado, mas longe de ser impossivel. E acredito nisso mesmo nao tendo filhos.

      Um grande abraço,

      Excluir
  5. Aqui e muito mais flexivel a questao de ferias, depende muito de empresa para empresa, a minha no primeiro ano paga uma semana de ferias, no segundo 2 semas ate chegar 4 anos paga 4 semanas. Alguns fazem uma hora de almoco mas caso faça 20 minutos vc ganha a hora cheia, detalhe na parte da manha todos podem tirar um breaktime de 15 minutos a hora que achar melhor. Simplesmente eu almoco qua do tenho fome, e logico na mesa mesmo. E sim aqui a competicao e descarada, nao vou dizer todos mas a competicao e aumentada com bonus nao trabalho em empresa multinacional e nem muito grande porem bonus e frequente.. Simplesmente e um estimulo que cria um ambiente muito competitivo, para alguns pode ser ruim mas para quen gosta e um prato cheio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anon - tudo bem? A sua empresa é uma exceção com toda a certeza. Pagar quatro semanas de ferias após 4 anos de trabalho nao acontece nem nas grandes multinacionais americanas (GM, Ford, GE, Google, etc...). Quatro semanas de ferias é um luxo para cargos gerenciais e executivos - nao se ve cargos operacionais com mais de 2 semanas de ferias... voce tem muita sorte por trabalhar em uma empresa que tem um olhar mais cuidadoso sobre o tema de ferias.

      A competição americana é tradicional ... tem seu lado positivo e seu lado negativo. Acho que em periodos de crise economica a competição fica ainda mais visivel. Porém, tem o lado bom de viver na America com a segurança, estrutura, liberdade e facilidade de acesso ao credito. Com certeza é um excelente pais - se possivel nos conte como foi seu processo para ir para os USA.

      Quando foi ? Se havia feito intercambio ou estudado nos EUA antes, se está com status imigratorio legalizado, facilidades e dificuldades do seu dia a dia ...

      Um grande abraço,

      Excluir
    2. Estou a dois anos aqui, nao fiz intercambio antes nem estudado nos eua.estou sem status no momento. Vim de ferias e acabei ficando por aqui. Sempre quis conhecer a america, entao fiz um planehamento durante um ano.. A ideia realmente nao era ficar, mas acabei ficando pois gostei do lugar do trabalho..
      Nesse tempo do planejamento procurei fazer contato com alguem que pudesse me ajudar por aqui, assim que consegui foi mais uns 8 meses para vir.

      Excluir
    3. Ola anon - que bom que conseguiu um emprego com bons beneficios, mesmo sem ter status legal de imigração. Seu caso é uma grande exceção, pois imigrantes sem status acabam conseguindo empregos com poucos beneficios. Tomara que consiga regularizar sua situação e aproveitar os beneficios da America.

      Boa sorte e um grande abraço,

      Excluir
  6. Aqui no Brasil temos uma visão dos EUA basicamente representada por Nova York. De forma geral sabe-se pouso sobre outros lugares.
    Não penso em me mudar do Brasil, mas tenho curiosidade em saber algumas coisas.
    Será que morar no Sul ou no meio oeste americano é muito diferente de morar nas grandes cidades, até com relação a cultura? Tem alguma experiência nesse sentido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola anon - tudo bem ? Morar longe dos grandes centros é muito diferente. Isso acontece em quase todos os paises do mundo, veja o Brasil por exemplo: morar em São Paulo é uma coisa, morar em Ribeirão Preto é outra e morar em Itapira é outra completamente diferente.

      Quanto mais afastado dos grandes centros, maior é o senso de comunidade nos USA (e isso já é muito forte em qualquer lugar por lá). A sua presença em atividades que sao importantes para a comunidade passa a ser bem solicitada; porém voce também faz grandes amigos.

      Um grande abraço,

      Excluir
  7. belo Post EP.
    Já passei uma temporada perto dos grandes lagos e no inverno.
    Eu até que gostei, peguei -20C e não fiquei chateado de forma alguma.
    A questao da lingua é mt importante. Brasileiro nao sabe falar ingles, tem que pegar um intercambio lá de 1-2 anos pra ver se melhora. Outra coisa, talvez fazer um curso técnico lá e arrumar um emprego não seria uma opção? Tipo, eletricista, encanador, tecnico de enfermagem, tecnico na indústria, sei lá, é difícil arrumar H1B para empregos como técnico? Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Frugal - tudo bem ? Que bom que gostou do inverno, eu também gosto bastante e nao tenho problemas com temperaturas negativas (meu recorde até agora foi -26 C). Quanto a arrumar um visto H1B com curso tecnico é bastante dificil - a exceção sao os cursos na area da saude, como enfermagem .... mas eletricista, encanador, tecnico em eletronica, etc.. é praticamente impossivel, uma vez que os vistos H1B sao destinados a mao de obra qualificada com escassez nos EUA.

      Um grande abraço,

      Excluir
  8. Grande EP,

    Não vou rebater todos os seus pontos, mas quero deixar alguma observações que julgo relevantes. Vamos lá!

    Os EUA são uma "mãe" para os imigrantes, como diz o blogueiro Corey. Antes de mais nada, vamos lembrar que a América foi construída pelos IMIGRANTES.

    Eles não tem nada contra os imigrantes, muito pelo contrário, os EUA sabem que existem pessoas excelentes no mundo inteiro, e é com essas que eles querem contar.

    O grande problema, porém, é a imigração ilegal. E eles estão corretíssimos! É justo que uma pessoa que invadiu, literalmente, o país pelo México, ou até mesmo quem foi como turista, "gostou" e resolveu ficar, usufrua das mesmas coisas de quem fez todo o processo de imigração dentro da lei?

    E evidente que não!

    O meu ponto, contudo, é que existem inúmeros vistos para quem deseja viver lá legalmente, e, além disso, a loteria do Green Card! Se um país fosse contra imigrantes, ele daria, mediante alguns requisitos, 50.000 autorizações de residência assim TODOS os anos? Não precisa nem responder, hehe.

    O fato é que criam muitos mitos a respeito disso, como fosse-se EXTREMAMENTE complicado imigrar para lá dentro da lei, sendo que não é. Também não é fácil, mas nada é fácil na nossa vida.

    A respeito da América em si, não vou nem entrar em detalhes. A única superpotência da terra, líderes econômicos, esportivos, militares, políticos, solidários, etc.

    No mínimo, deixa eu ver, 1 milhão de vezes melhor que o Bananil.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola IL - tudo bem ? Eu tinha certeza que essa postagem iria chamar sua atenção por ser um tema que vejo que gosta bastante.

      Primeiramente, eu tenho a mesma bussola que voce - o norte é o mesmo. Também acho os EUA um lugar excelente e, por isso mesmo, mencionei algumas vezes no texto que viveria lá tranquilamente, caso tivesse a oportunidade.

      Os EUA tem uma boa politica para imigrantes - nao tenho duvida disso. Eles sabem atrair a mao de obra mais qualificada, as melhores cabeças do mundo; e em troca oferecem a qualidade de vida da America. Concordo que a imigração ilegal é um problema e eles tem mesmo que colocar regras, pois metade do planeta iria querer morar lá, caso houvesse oportunidade.

      Mas vale relembrar que eu nunca disse que os EUA sao contra imigrantes - o que existe sim são regioes onde a população é mais nacionalistas (os chamados red necks) e que a recepção nao é assim tão calorosa. Isto ocorre no sul dos EUA (em diversos Estados) e em algumas regiões isoladas do meio oeste americano (o chamado cinturão biblico) ... sao lugares onde as pessoas nao gostam de imigrantes (isso se passa em diversos países: o sul da alemanha é menos receptivo que o Norte, o sul da França é menos receptivo que o Norte, o Norte da Espanha é menos receptivo que o sul, o Sul do Brasil é menos receptivo do que o Norte, etc...).

      Agora a respeito dos criterios para imigrar para os USA, eu tenho uma visão diferente da sua. Eu considero sim extremamente complicado imigrar para os USA legalmente. Sao pouquissimos vistos que te dao essa oportunidade, sendo que o mais acessivel é o de investidor qualificado. Acho que eles estao certos em estabelecer esses critérios - se quero morar lá, eu que tenho de correr atras do patrimonio e aplicar lá na terra do Tio Sam para receber os beneficios (e maleficios) da vida americana.

      Os EUA não são a unica superpotencia da Terra (e é muito bom que não sejam) - nao se esqueça da China. Eles sao lideres economicos, esportivos, militares, tem uma democracia estabelecida ... Mas o mesmo se passa com os colegas de olhos puxados (com exceção da democracia - que eu tenho duvidas se funcionaria em um pais com 1.3 bilhoes de pessoas).

      Se voce olhar um pouco através do retrovisor da história vai verificar que os EUA eram um país de segunda classe até a II Guerra Mundial (e isso nao faz tanto tempo). Nós ja tivemos diversas superpotencias dominantes na Terra ... antes dos USA, o Imperio Britanico fez esse papel, a França fez esse Papel e até Portugal e Espanha já tiveram essa condição.

      Mas eu concordo com voce que os EUA oferece melhor qualidade do que o Brasil - basta ver os indicadores de qualidade de vida. Por isso que repito uma vez mais - se tivesse a oportunidade eu iria fazer churrasco de hamburger e assistir o football jogado com as mãos.

      Mas eu iria sabendo que essa qualidade de vida tem um preço, que os EUA também tem defeitos (basta conversar com diversos americanos), que nem sempre eles tomam as melhores decisões, que o ritmo de trabalho é muito mais intenso do que aqui ... tem todos esses pontos que salientei no texto e outros mais dependendo da região onde morar na America.

      Um grande abraço e obrigado pelo seu comentário.

      Excluir
  9. Eu não saio do Brasil. Aqui é muito bom sim. Imaginem se corrigissem três coisas no Brasil: baixar impostos e burocracia principalmente para pequenos empresários, melhorar segurança pública, melhorar educação básica. Só essas três coisas tornariam o Brasil bem melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola anon - as dificuldades do Brasil sao bem conhecidas por todos e as soluções também ja foram aplicadas em outros paises. O problema e que corrigir estas coisas implica na diminuição de privilegios e oportunidades de corrupção de diversos grupos, inclusive os politicos. Por isso nunca conseguimos aprovar medidas dessa ordem.

      Um grande abraço,

      Excluir
  10. Você foi bem pé no chão. Foi bom, pois neste momento de youtubers "auês" que ficam só mostrando o quanto é maravilhoso e como eles compram carros foda, muita gente acaba indo e se fodendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola SL - tudo bem ? Eu quis mostrar um outro ponto de vista sobre a imigração para os EUA. Eu também acredito que é um excelente lugar para morar, trabalhar e viver ... se tivesse a oportunidade eu iria sem pensar duas vezes, mas vejo muitas pessoas indo ilegalmente - ai eu já penso nao valer a pena pelos motivos colocados no texto.

      Um grande abraço,

      Excluir
  11. Olá EP

    Pelo seu texto, pude concluir que, apesar de todas essas desvantagens, ainda vale muito a pena, para o brasileiro medio, tentar imigrar para os EUA. Mas foi de muito valor tudo isso que vc pontuo. É sempre bom estar preparado e consciente das coisas ruins que podem acontecer ao se ir a outro lugar.

    Fiquei curioso em relação as atividades de comunidade. Quais as diferenças de socialização que vc tem ouvido falar em relação aos EUA? Eu sempre imaginei que pessoal era bem impessoal por lá.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Investidor X - eu acredito que vale muito a pena tentar imigrar para os EUA. O unico ponto é que ir ilegalmente pode trazer alguns problemas que a pessoa nao enxerga antes de sair do Brasil. E falando em situações que a pessoa nao enxerga antes de sair do Brasil, mesmo indo legalmente - pode apostar que a diferença cultural é enorme.

      O americano é impessoal nas relações de trabalho - mas o americano comum faz questao de saber quem sao os vizinhos, como vivem e o que pensam ... baseado nisso eles decidem se vao deixar os filhos brincarem juntos e/ou frequentarem a casa de determinado colega. E o momento para ter essas "aproximações" é durante as festas da comunidade, as atividades do colegio das crianças, os campeonatos estaduais, aquele tempo depois da igreja, etc...

      Um grande abraço,

      Excluir
  12. Usa o caralho , eu quero ficar milionário e ir morar no nordeste kkkk ficar o dia todo na rede na praia kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Eric - para quem tem a independencia financeira, o Brasil tem diversos lugares com excelente qualidade de vida. Estive na Costa do Descobrimento na Bahia - é um lugar muito bonito.

      Um grande abraço,

      Excluir
    2. O Post mais sábio em anos!!!!

      Quero ficar rico aqui e ter poder aqui.


      Perder tempo com caipiras rednecks ridículos é perder tempo de vida.

      Excluir
    3. Ola anon ... eu pretendo morar fora. Acho que a qualidade de vida em alguns paises é muito boa (EUA incluso); mas nao podemos negar o poder do Brasil para formar patrimonio.

      Um grande abraço,

      Excluir
  13. As pessoas esquecem que junto da análise fundamentalista vem o balanceamento de carteira.

    Podemos ter: fiis + lci's + ações de dividendos sem dívida. E usar 30% do capital para fazer venda coberta com ITUB3+BBAS3+BBDC4.

    Ora, com os 30% do capital, se vender a opção longe do dinheiro conseguirei um bom retorno.

    Espero chegar ao R$ 1M sem desespero.

    Depois disso, é cidade pequena no litoral. Sem cracudos, sem stress, só corrida na praia, muito muito sol e água de coco.

    Não pretendo dar dinheiro para o Trump fazer mais besteiras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola anon - eu conheço muito pouco sobre mecanismos e estrategia de venda coberta. Mas em relação a sua ideia de chegar no milhão e mudar para uma cidade de praia - me parece muito interessante. Eu, particularmente, acho que mudaria para o campo - mas a ideia é bem legal.

      Um grande abraço,

      Excluir
  14. Parece que o foco da imigração é para os USA, posso falar sobre os USA pois tenho muitos familiares que moram legalmente em dois pontos, New Jersey e Miami e para mim em questão de qualidade de vida não seria uma das minhas opções. Na minha lista de opções é baseada na Europa e também por viajar praticamente todo ano de férias para lá, nas minhas opções por ser cidadão italiano também, logicamente a Italia mas precisamente o Norte (Torino, Milano e Verona), Suiça (Lugano) e Portugal (Cascais ou Porto).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fabio - se voce tem a cidadania europeia, então o caminho esta feito. Com passaporte vermelho voce tem acesso a lugares com excelente qualidade de vida e sem o problema da imigração ilegal ... eu ainda estou no processo para obtenção de cidadania portuguesa, mas assim que conseguir, a Europa passa a ser uma excelente opção.

      Um grande abraço,

      Excluir
    2. Você acha mesmo que a Europa ainda é uma grande opção? Será que a maioria dos países da Europa já não atingiram o máximo que podiam?
      Eles, cada um com suas características, tem problemas com a previdência e com benefícios sociais mantido pelo governo.
      Boa parte desses países em com a economia estagnada ou em crise a alguns anos, tem a questão da imigração, crescimento do terrorismo etc.
      Será se a qualidade de vida na Europa ainda vai longe?

      Excluir
    3. Ola anon - tudo bem ? Eu, particularmente, acho que a qualidade de vida em paises europeus é muito acima da media mundial. Os problemas a que voce se refere nao sao novidades para eles - a questão da previdencia ja sofreu diversos ajustes em todos os paises (eles vem aumentando a idade para contribuição e diminuindo o beneficio). Esse ajuste é necessário em todos os paises que perdem o bonus demografico e logo os EUA também terão de fazer o seu ajuste ... o plano de seguridade social americano não é tao ruim quanto parece - voce pode se aposentar com o salário integral depois de atingir idade e tempo de contribuição (algo parecido com funcionário publico no Brasil).

      A imigração esta em destaque agora por causa da grande onde migratória devido a conflitos regionais no Oriente Medio e norte da Africa ... mas a Siria (por exemplo) nao vai ficar em guerra para sempre e pós-guerra boa parte dos imigrantes que nao se adaptaram acabam retornando ou buscando alternativas.

      A Alemanha sofreu uma tremenda "invasão" turca após a II Guerra Mundial, uma vez que o pais precisava ser reconstruido ... essa "invasão" nao impediu a Alemanha de se tornar a potencia que é hoje, nao causou uma coversao ao islã ou abandono da cultura local - e estou falando de 70 anos de presença turca massiva na Alemanha.

      A questão do terrorismo é complexa e, infelizmente, é algo que todos os países terão de aprender a combater. Pela quantidade de atentados na Europa, os governos locais irão instituir politicas de combate ao terrorismo. E, sinceramente, eu prefiro estar exposto ao terrorismo na Europa ou EUA do que aos assaltos no Brasil. Aqui temos muito mais mortes do que países que temem o terror.

      Um grande abraço,

      Excluir
  15. Grande EP,

    Concordo demais com seu texto. Nem tudo são flores.

    Uma coisa que falo por ter estado lá: Eu nunca iria sair daqui, largando o que faço, para ser lavador de pratos, limpador de banheiros lá! É muito triste na verdade isto.

    Deixei contatos lá, se decidir que quero mudar, pelo menos tenho 1% de chance, de ir de forma legal com visto de trabalho, mas sei que é raríssimo mesmo, mas deixar portas abertas já me deixaram feliz.

    Abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola VDC ... deixar as portas abertas é essencial. Esse é o unico ativo que cultivamos no ambiente corporativo e ter os pés no chao em relação as dificuldades para viver legalmente na Terra do Tio Sam é essencial - isso evita muitas decepções ou ate mesmo aventuras da pessoa indo ilegal.

      E mesmo indo legalmente, tem de saber que a vida é diferente nas empresas ... aquele cafezinho que dura 20 minutos nao existe por lá (entre outras formas de nao ser produtivo).

      Um grande abraço,

      Excluir
  16. Inglês fluente ou avançado abre muitas portas de oportunidades profissionais, de viagens e de lazer! Hoje existem muitos recursos para se aprender a língua, principalmente pela internet. Depois de muita pesquisa encontrei algumas boas dicas, como esse vídeo no youtube (https://youtu.be/fMoaYyAddh0) que revela 10 segredos fantásticos para se aprender inglês! Sensacional! O melhor que já vi!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anon - com certeza falar outro idioma abre as portas para o mundo. Acho primordial o contato permanente com o idioma para o aprendizado. No meu caso, eu fui aprender de verdade quando viajei a trabalho para Coreia do Sul - e obviamente só conseguia me comunicar em Ingles.

      Assim que possivel vou verificar o video que voce enviou - obrigado pelo comentario.

      Um grande abraço,

      Excluir