sexta-feira, 14 de julho de 2017

Posso Pegar um Atestado Médico Para Não Ir Trabalhar e Ir Viajar ?

Olá pessoal - tudo bem ? Muitas coisas acontecendo no trabalho e também estou enfrentando as primeiras despesas com compra de móveis e adequação do quarto para o Estagiário Pobre. Todas essas coisas eu vou contar em uma postagem futura, porque fiquei sabendo de algo que me chamou muito a atenção - eu participei de um aniversário em familia e houve presença de diversos familiares que não se encontram com muita frequencia.

Um tio compareceu (ele é meu padrinho de casamento) e a gente sempre conversa bastante sobre viagens, porque ja tivemos a oportunidade de viajar para os USA e como ele nao fala Inglês, eu ajudei ele durante toda a viagem e ele ficou muito agradecido.

Esse tio tem tres filhos (um homem e duas mulheres) e, segundo ele mesmo diz, essa foi a pior coisa que ele fez na vida porque "só colocou gente irresponsável no mundo". Eu sempre achei meio estranho a forma como ele falava dos próprios filhos, mas depois eu fui crescendo e entendendo o que ele queria dizer com aquelas palavras.

Indo direto a questão - esse meu tio e a esposa estão planejando uma viagem de 30 dias para visitar a Europa. Eles vao conhecer diversos países e vai ser a primeira vez que visitarão a Europa - estão muito ansiosos e animados com a viagem. Obviamente que um filho se "convidou" para ir, outra filha se convidou para ir e quando foi ver, a coisa toda virou uma viagem com sete pessoas (filhos, filhas, noras e genros).

Como meu tio é empresário e tem boa situação financeira, ele está financiando o passeio. Então, a parte financeira não será um problema para os filhos, entretanto, um outro problema apareceu.

A filha mais nova trabalha em uma empresa e ela está por lá faz 10 meses. Isso quer dizer que ela ainda nao tem direito a ferias. Além disso, ela nao havia comentado com ninguém que pretendia fazer essa viagem e não negociou nada com a empresa para se ausentar durante o período.

Aqui cabe uma pausa para relembrar que essa filha tem 35 anos, casou durante alguns meses e logo separou pois estava tendo um caso com o professor da faculdade e o marido descobriu, ganhou um apartamento do pai (ele deu um imóvel para cada um dos filhos) mas vai todo dia pegar comida e roupa lavada na casa da mãe porque ela não gosta de fazer trabalhos domésticos. Neste momento, está inclusive planejando voltar a morar com os pais porque ai a coisa fica mais fácil para ela poder se dedicar ao "trabalho e a carreira".

Com esse pensamento, essa minha prima chegou na festa e procurou uma conhecida que é juiza do trabalho e estava presente também na mesma festa. 

Com a questão da viagem na cabeça, ela perguntou se poderia dividir as ferias em dois períodos de 15 dias. A juiza explicou que essa decisão era da empresa, mas que na maior parte dos casos, quando voce negocia com a empresa eles acabam concordando em dividir as férias em dois períodos, até para nao ter um funcionário ausente por 30 dias consecutivos, o que seria ruim para a empresa. E todo esse tramite esta de acordo com a legislação vigente.

A prima ficou toda feliz e disse que o problema estava resolvido e ela poderia então sair para viajar os 30 dias. A juíza estranhou e perguntou como o problema estava resolvido, se ela queria dividir as ferias em dois períodos de 15 dias e pretendia viajar por 30 dias ... de cara, havia um problema com 15 dias da viagem.

A minha prima (ferrenha critica dos políticos brasileiros corruptos) disse que estava tudo certo porque ela iria conseguir um atestado com uma amiga dela que é fisioterapeuta e pegaria os outros 15 dias.

A juíza então explicou que em primeiro lugar aquilo seria crime e se descobrissem ela poderia ser demitida por justa causa; em segundo lugar ela precisaria de um atestado de um médico e não de um laudo do fisioterapeuta ... e por curiosidade, a juíza perguntou porque ela queria dividir as ferias, já que se ela pegasse os 30 dias de férias ela poderia viajar os 30 dias e não precisaria recorrer a nenhuma estratégia para justificar a ausência dela.

Minha prima explicou que não tinha direito a 30 dias de ferias porque trabalhava na empresa há 10 meses ... a juíza então explicou o que eu estava há 03 horas tentando explicar ... você só tem direito as ferias depois de 12 meses consecutivos de trabalho. Se voce trabalha há 11 meses em um lugar, voce nao tem direito a nenhum dia de férias (tirando situação de rescisão contratual, mas ai é uma outra conversa)

A prima alegou que ela queria dividir as ferias - 15 dias para 06 meses trabalhados e outros quinze dias para os  outros 06 meses ... a juíza riu bastante e explicou que não funcionava assim e que poderia dividir as ferias, mas somente depois de cumprir o período minimo de 12 meses.

Logico que como todo "cidadão de bem", a minha prima começou a criticar os políticos que aprovam esse tipo de lei trabalhista, políticos que roubam e não deixam um pobre trabalhador como ela descansar quinze dias após seis meses de trabalho, etc... A juíza logo lembrou que mesmo que a lei fosse como minha prima queria - ela ainda tinha outros quinze dias que ela estava querendo fazer igual ou pior do que os políticos que ela criticava, já que ela iria arrumar um falso atestado para poder viajar.

Tirando o constrangimento da situação, minha prima saiu de perto e foi conversar com outros parentes e a festa seguiu em frente. O pessoal foi viajar, aproveitou bastante, retornou da viagem e eu esqueci desse assunto.

Ontem, eu visitei esse tio porque ele queria falar da viagem e encontrei minha prima por lá. Perguntei como tinha sido a viagem, do que eles gostaram, do que nao gostaram, o que visitaram, etc...

No meio da conversa, minha prima perguntou se eu sabia de alguma oportunidade e poderia indicar ela na empresa onde eu trabalho. Disse que no momento não sabia de nenhuma vaga em aberto, mas se aparecesse algo eu comentaria com ela.

Aproveitei e perguntei se ela estava insatisfeita no trabalho dela e por isso estava buscando outra oportunidade. Ela me contou então que havia sido demitida. Eu me assustei e perguntei o que havia ocorrido.

Resumindo toda a história (que durou horas de lamentação e critica aos "empresarios ganansiosos" para quem ela trabalhava), ela arrumou um atestado falso e foi viajar. Precisou de um atestado para mais de 30 dias e por isso o médico "honesto" deu um atestado de indicação de cirurgia de menisco e 45 dias de recuperação.

Ela apresentou o atestado na empresa e disse que estava com a cirurgia marcada. E foi viajar feliz da vida ... e tirou um monte de fotos em cada ponto turistico que visitou, tirou fotos do "look do dia" e das comidas que estava provando ... e como nao podia deixar de fazer, pegou todas essas fotos e postou em redes sociais diversas.

O pessoal da empresa viu as fotos e comentou com o chefe dela na empresa - o chefe dela encaminhou a situação para o RH e quando ela voltou, precisava fazer uma pericia no INSS - pois o afastamento havia sido superior a 14 dias. Claro que na pericia já deu problema e a coisa ficou estranha ... no mesmo dia, a empresa chamou ela e demitiu por justa causa.

Agora ela esta tentando arrumar emprego e claro, criticando os nossos políticos corruptos - porque se o pais não tivesse em crise, ela estaria trabalhando.

Um grande abraço,

35 comentários:

  1. Fala EP,

    O erro esta, na minha opinião, na criação dada pelo seu tio aos filhos: Como vão amadurecer e lutar para conseguir as coisas, se já recebem tudo de "mão beijada"?

    Se a criação tivesse sido diferente, talvez os filhos seriam mais responsáveis.

    Hoje mesmo, vi numa praça famosa em minha cidade, aqueles jovens, 18 a 23 anos, que moram nos melhores prédios, provavelmente com pais ricos, às 14:30 da tarde cheio de brincos, piercings, roupas estranhas, e um litro de vinho e alguma outra coisa na mão, ou seja, iam ficar chapados em plena sexta-feira às 14:30 da tarde.

    Agora pergunto: Se os pais tirassem o dinheiro até mesmo do vinho, como eles se financiariam? Teriam que trabalhar. Tendo que trabalhar, eles saberiam o custo do dinheiro e amadureceriam.

    Esta é a minha opinião.

    Esta moça demitida vai custar a arrumar emprego, demissão por justa causa é bem complicado hein!

    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola VDC - tudo bem ? Voce esta corretissimo - a educação que foi dada aos filhos nao foi a mais adequada. Mas, por outro lado, a pessoa com 35 anos já tem condição de perceber que está fazendo coisas ilegais. Eu nao concordo com a forma como meus tios educaram os filhos, mas os filhos também nao sao santos.

      Ela com certeza vai ter dificuldades para arrumar emprego, mas nao ira sofrer as consequencias disso - tenho certeza que os meus tios irao continuar bancando as despesas dela.

      Um grande abraço,

      Excluir
  2. Respostas
    1. Ola CF - pura verdade !!!

      Um grande abraço,

      Excluir
    2. Correto e preciso, hauhua.

      Excluir
  3. Fala EP, beleza?

    Normal, pois brasileiro é uma praga, e a sua prima simplesmente não foge da regra. Mas ela não está sozinha, afinal, 99% do nosso "povo" é assim.

    Adorei saber que ela foi demitida! Tomara que fique um bom tempo desempregada...

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola IL - tudo bem ? Infelizmente, tenho de concordar com voce - nosso pais nao é um exemplo de honestidade, basta ver nossas colocações em rankings de paises corruptos.

      Ela foi demitida, mas acho que nao vai sofrer as consequencias de fato - o pai dela deve continuar bancando as contas dela.

      Um grande abraço,

      Excluir
  4. Respostas
    1. Ola LI - tudo bem ? Meu tio ja fez essa "burrada" - nao contratou ela (que é a filha mais nova), mas contratou os outros dois filhos mais velhos e ele mesmo diz que se arrepende muito.

      Um grande abraço,

      Excluir
  5. Gostaria de perguntar uma coisa que não tem haver com o tema do post.

    Quando fazer uma especialização pode ser realmente importante pra valorizar uma carreira ou um currículo. Quem já trabalha a alguns anos seguidos na mesma empresa, exercendo basicamente a mesma função perde valor no mercado de trabalho caso queira procurar outro emprego? Pergunto se perde em comparação com pessoas que já exerceram várias atividades.
    Talvez essa seja a hora de fazer uma pós, até pra sair um pouco da inércia?
    Enfim, sei que esse assunto é amplo, mas qual sua opinião a respeito?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola anon - tudo bem ? Infelizmente, a questao da pos graduação so tornou uma commodity - como todos acabam fazendo, quem quer procurar um emprego melhor acaba tendo de fazer também. Na pratica, poucos cursos de pós realmente agregam para quem esta estudando.

      Claro que uma pos conta mais quando a pessoa tem mais tempo de experiencia (vejo alguns recem-formados fazendo pós e acho que isso nao é necessário).

      De qualquer forma, a pos só é criterio de eliminação para cargos de coordenação / supervisão - para cargos mais operacionais, nao é um grande problema. Eu só recomendo a pós se a pessoa nao for se apertar muito financeiramente.

      Um grande abraço,

      Excluir
    2. EP, obrigado pela resposta.

      Para complementar queria perguntar mais uma coisa. O fato de uma pessoa ter se formado a alguns anos e não ter continuado estudando pesa muito contra?
      Me formei em 2010 de lá pra cá não fiquei desempregado, mas parei de estudar, se eu quiser mudar de emprego isso pode pesar muito contra mim?

      Excluir
    3. Ola anon - passar de 2010 a 2017 sem estudar nao colabora muito no CV. Mas voce nao fez nenhum curso pela empresa ou algo assim ? Caso nao tenha feito, eu sugiro os cursos gratuitos que existem nos portais (tem ate curso de Harvard) para voce fazer e colocar no CV. Nao precisa necessariamente ter uma pos graduaçaõ - mas é importante demonstrar para o entrevistador que voce nao se acomodou no tempo e procurou se atualizar.

      Um grande abraço,

      Excluir
    4. Fiz uns treinamentos voltados para a área em que trabalho. Fora do meu emprego não sei se serão de grande valia.
      Estou pesquisando especializações, acho que vou fazer alguma.

      Excluir
  6. EP,

    Desculpe-me pelo termo, mas essa sua prima não é boa pessoa... e o seu tio, mesmo sem conhecê-lo, não a educou bem - isso parece óbvio. Ele pode reclamar dizendo que a culpa pertence aos filhos - e pertence, mesmo -, porém, tudo isso poderia ter sido evitado se ele os educasse com seriedade - seriedade no sentido de firmeza de caráter, não em rudeza.

    Esta viagem, por exemplo, não deveria ser financiada por ele, ainda mais sabendo que a filha faria uma pilantragem dessas. Aliás, ele nem deveria aceitá-la morar lá de mala e cuia, a não ser que ela ajudasse nas despesas da casa.

    A falta de uma educação baseada em valores dá nisso... Talvez, se ela fosse educada com uma limitação orçamentária a fim de valorizar as coisas - ou seja, fosse criada num ambiente de educação financeira -, possivelmente não cresceria tão desconectada à realidade. E se fosse ensinada a ser honesta, não teria traído o marido e fraudado documentos.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola anon - tudo bem ? Nao precisa se desculpar - realmente minha prima nao é boa pessoa e, com certeza, meu tio nao conseguiu educar bem nenhum dos filhos (essa prima é só um exemplo, mas os irmaos sao iguais ou até piores).

      Como eu comentei para outro colega, ele nao consegue ir viajar e deixar os filhos para tras - mesmo os filhos ja tendo mais de 35 anos (essa prima é a caçula). Esse comportamento do meu tio e da minha tia estragaram a educação dos filhos e hoje eles cometem grandes burradas e o pior de tudo é que sao incapazes de fazer uma análise e ver onde estao errando.

      Um grande abraço,

      Excluir
  7. O histórico desta moça é deplorável. A começar pelo casamento relâmpago.

    O amadurecimento dela é inexistente. Concordo com os colegas: a infantilidade nas condutas é financiada pelo dinheiro de terceiros. Um corte financeiro seria suficiente para o estouro da bolha em que ela vive.

    O remédio é amargo mas funciona.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá TR - tudo bem ? Olha que eu contei a historia do casamento de forma bem resumida, quem sabe um dia coloco com mais detalhes. Tenho certeza de que todos ficariam chocados com os absurdos ja praticados por ela.

      Infelizmente, o pai é incapaz de não sustentar os caprichos da filha e a situação vai piorando todas as vezes. Tive a oportunidade de viajar junto para o casamento que tive nos USA (eles também foram convidados) e presenciei de perto a falta de educação e consideração dela com o pai que estava financiando toda a viagem e as compras no outlet.

      Um grande abraço,

      Excluir
  8. O Anon 20:43 falou tudo!

    Sua prima já com 35 anos e com essa mentalidade e comportamento é um caso de difícil recuperação, caso perdido praticamente.

    No fim das contas o grande culpado é seu tio, que não soube (e ainda não sabe) educar e impor limites aos filhos. Ele diz que "só colocou gente irresponsável no mundo", mas na verdade ele que moldou os filhos a serem irresponsáveis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola SM - tudo bem ? Sem duvidas meu tio e tia tem uma grande aprcela de responsabilidade na criaçaõ que deram a minha prima. Mas com 35 anos ela ja poderia imaginar que nao se pode pegar atestado medico sem estar doente...rsrsrs

      Um grande abraço,

      Excluir
  9. Olá EP!

    Concordo com a galera ai sobre a "culpa" ser também do seu tio. E o caso da sua prima reflete bem o que vivemos, alguns criticam os políticos e cometem os mesmos erros dos caras. Fica difícil assim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola II - tudo bem ? Eu também concordo com a culpa ser do meu tio e tia - desde pequena eles nunca deram muitos limites para minha prima. Mas o interessante é as pessoas nao perceberem os seus pequenos atos de corrupção no dia a dia - nao conseguem enxergar que esses atos as tornam exatamente iguais aos politicos que elas tanto criticam.

      Um grande abraço,

      Excluir
  10. Muito interessante este relato EP! Acho que toda família tem alguém assim...

    Criação influencia muito no comportamento do cidadão, mas existem muitos outros fatores que fizeram com que ela agisse assim.
    Não sei como foi a criação que seu tio deu para ela. Em maior ou menor escala, existiu sim "uma culpa".

    Mas gosto de textos assim, pois eles fazem com que a gente reflita um pouco, e olhe para nós mesmos.

    Eu tenho meus valores bem definidos, algo como o que ela fez definitivamente eu não faria. Entretanto, ninguém é perfeito e também cometo alguns deslizes morais.

    Existem alguns vídeos do nerdologia muito bons, que explicam alguns comportamentos como esses:

    EXISTE POLÍTICO HONESTO:
    https://www.youtube.com/watch?v=lGxGfC0iv7Q

    O QUE DÁ NOSSA PERSONALIDADE:
    https://www.youtube.com/watch?v=fiXPdWAmFyI

    Recomendo!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola PJ - tudo bem ? Infelizmente, no caso da minha prima, eu acho que a criação é a maior responsável pelo comportamento errado que enxergamos nela. Sempre teve tudo desde pequena e nunca precisou ter responsabilidades ou arcar com as consequencias das burradas que fazia.

      Obrigado pela dica dos videos - ja inclui na minha lista para assistir.

      Um grande abraço,

      Excluir
  11. Infelizmente o brasileiro mediano é corrupto. São tantas histórias como essa... Tem de tudo nesse país... Se o povo não mudar, o país não muda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola IR - tudo bem ? Com certeza, o brasileiro tem um comportamento mais voltado para corrupção do que para honestidade (na média). Creio que parte disso é um problema de educação, mas parte disso é problema da situação economica geral - causando um salve-se quem puder ... ou como ja escutei por ai: "pirão pouco, meu peixe primeiro".

      Um grande abraço,

      Excluir
  12. Leio essas histórias e sempre penso em como eu sempre desejei ter nascido em uma família ryca, sem precisar me preocupar com uma coisa tão "boba" como meu próprio sustento... mas aí vejo que se meu desenvolvimento tivesse todas essas facilidades, possivelmente eu não seria muito diferente dessa sua prima.
    É um dilema estranho... é claro que ninguém quer ser pobre ou morrer de fome, mas as limitações que me impuseram na infância e adolescência (tanto financeiras quanto educativas) que formaram o meu caráter de hoje. E eu jamais daria atestado falso para aproveitar férias em outro país. Como criticar a falta de retidão alheia se ela falta em si mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Ryca - tudo bem ? Eu também ja me peguei pensando sobre isso algumas vezes - ate por ter alguns parentes que tem uma condição excelente de vida (como esse meu tio, por exemplo) - mas quando vejo o resultado da criação dos filhos, eu acredito que ter passado um pouco de sofrimento financeiro me transformou em uma pessoa mais responsavel e ciente da realidade.

      Um grande abraço,

      Excluir
  13. EP, sem comentários.
    Pena que seu tio acaba ajudando nessas coisas. Ainda que a filha tenha 35 anos, ele poderia dizer q se ela fosse nessas condições, ele não viajaria.

    Abc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola FPI - tudo bem ? O meu tio ja comentou muitas vezes que ele sabe que errou na educação dos filhos, mas ele tem uma dificuldade enorme de deixar os filhos "quebrarem a cara" para eles aprenderem. Ele tenta resolver os problemas dos filhos e com isso acabou criando pessoas do nivel da minha prima - que contei um resumo da historia dela na psotagem.
      Eu acho que também nao financiaria uma viagem para um filho de 35 anos nas condições que mencionei na postagem - jamais compactuaria com essa questão do atestado e tudo o mais ...

      Um grande abraço,

      Excluir
  14. Fala EP, não sabemos o quanto seu Tio é cheio de posses, e quantos filhos além dela ele tem, mas espero que ele tenha muitas posses, pois o que mais tem é filho que vive encostado e depois que os pais morrem, além de dividir o patrimonio com os irmãos, não tem mais quem resolva os problemas por eles, e nessa hora muitos se perdem pois o padrão de vida cai drasticamente, uma pena !!!

    http://stiflerpobre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola SP - tudo bem ? Meu tio tem muitas posses e uma fonte de renda enorme que é a empresa dele (muito bem posicionada no mercado nacional há mais de 40 anos) - mas eu acredito que quando ele vier a falecer realmente as coisas vao se complicar, porque nenhum dos tres filhos tem capacidade para continuar administrando o negocio. Tenho certeza de que eles vao acabar com o patrimonio acumulado em pouco tempo.

      Um grande abraço,

      Excluir
  15. Tudo bom, EP?

    Gostei do post, fala mal de alguns hábitos brasileiros. Mas devemos lembrar dos maus hábitos e dos defeitos de americanos, europeus e asiáticos também. Até para diminuir algumas ilusões e informações erradas.

    Atualmente, as taxas de suicídios de homens americanos de classe média dispararam e são muito mais altas que de qualquer outro grupo nos EUA. Sem contar as mortes por overdose, que a cada dia aumentam mais e mais. Os especialistas chamam esses eventos de mortes por desespero. O desemprego e a nova pobreza arrastam os homens de meia idade para o cemitério.


    Ao que indidca, o conceito de meritocracia está tão enraizado em algumas pessoas, que numa situação de decadência econômica, os novos pobres americanos decidem se matar.

    https://brasil.elpais.com/brasil/2015/11/03/internacional/1446573643_222829.html

    Pelo jeito os americanos vão se matar cada vez mais.

    ResponderExcluir
  16. Ola anon - tudo bem ? Interessante o seu comentário, mas temos que dividir a questão em algumas partes.

    Inicialmente, o fato de termos maus habitos nao implica que outros povos nao o tenham - mas o fato de os outros povos terem defeitos, nao resolve os nossos problemas. O povo brasileiro tem problemas muito serios e vive em condição inferior ao povo americano (em média).

    As taxas de suicidio sao maiores em paises desenvolvidos - isso é um problema conhecido. Nesses casos, sempre que voce enfrenta um choque economico acaba trazendo junto esse tipo de tragedia. O mesom ocorreu no Brasil quando o Collor bloqueou as poupanças (e devolveu depois) ... durante o periodo de bloqueio, pessoas acabaram cometendo suicidio - uma tragedia.

    O ser humano é um animal complexo - pessoas sofrem por motivos fisicos (fome, sede, doenças, etc...) e por motivos psicologicos (angustia, tristeza, depressão, etc...). Quando falamos da psicologia - é um mundo ainda a ser estudado.

    Mas voltando aos defeitos (na minha opinião) de outros povos e falando espcificamente dos americanos; eles tem problemas serios de serem fechados em sua realidade. Acabam nao sabendo como vive o resto do mundo. Eles sao os maiores poluidores, sao os maiores consumidores e geradores de residuos, tem um problema de racismo enorme, possuem poucos direitos trabalhistas comparados com outros paises desenvolvidos (Alemanha, Suiça, Inglaterra, etc...), etc...

    Mas ainda assim, eu acredito que antes de pontuarmos os defeitos dos americanos, precisamos resolver nossos problemas basicos, pois nos faltam muitas qualidades que eles possuem: o senso de comunidade, o respeito aos contratos, o respeito as leis, o nivel de segurança e saude, o nivel de educação, a proteção as crianças, o nivel de pobreza muito baixo, a geração de empregos e oportunidades, a falta de burocracia, a limitação do poder do Estado, etc...

    Esse debate é interessante - poderiamos pontuar o que consideramos os principais defeitos e as principais qualidades de cada povo.

    Um grande abraço,

    ResponderExcluir
  17. EP, gostei da sua resposta, embasada, com argumentos claros. Bem diferente de alguns "papagaios da internet" que só repetem clichês e mais clichês sem saber o que significam.

    Convivo com estrangeiros por causa do trabalho e todos afirmam que se sentem mais bem tratados aqui que em qualquer outro lugar, inclusive os EUA. Isso num sentido de trato, cortesia, atenção.

    Acho um pouco estranho, vulgar na verdade, aqueles que se consideram "lixo", pois se o Brasil é tudo de ruim, os brasileiros seriam as pragas da humanidade.

    Entrei na bolsa para ficar rico, quero encher o bolso e viver muito bem. Gosto de correr em praias ensolaradas.Apreciar uma boa comida. Se um dia sair daqui, será somente para viver num paraíso fiscal tipo Bahamas, Ilhas Cayman etc. É inconcebível viver num lugar que faz muito frio.

    Nunca sairia daqui para ser peão ou classe média nos EUA ou na Europa. Entrei no jogo para ganhar muito.

    Que tal fazer um post sobre os defeitos de outros povos? Para equilibrar um pouco a balança.


    Exemplos de "defeitos" de outros povos, a Europa está vivendo apocalipse demográfico pois as mulheres europeias querem cada vez menos filhos. No Japão, a mesma sitauação, com o agravante de grande parte dos homens jovens não se interessam por sexo, sonham apenas com desenhos animados e videogames.

    ResponderExcluir