segunda-feira, 6 de maio de 2019

Atualização Patrimonial ABR/19 - R$431.474,12 (-1,09%)

Olá pessoal - tudo bem ?

Mais um fechamento de mês e o patrimonio continua basicamente igual. Estou enfrentando uma serie de despesas nao planejadas e isso vem sugando meus aportes. Apenas para voces terem uma ideia:

1 - Durante a viagem eu tive um acidente com o carro (nada grave), mas tive de pagar a franquia do seguro e lá se foram USD 1.200.00;

2 - Eu tive de pagar condominio e IPTU do periodo que meu apto ficou desocupado (05 meses) e lá se foram BRL 2.890,00;

3 - Eu continuo pagando INSS (da Sra EP e também meu) no Brasil e são mais BRL 1.300.00 (ainda nao decidi se continuo contribuindo para o INSS ou não - decisao bem dificil essa).

4 - Recentemente, a Sra EP começou a sentir bastante dor na perna e costas. Fomos ao medico e será necessário um tratamento que tem um custo alto (parte coberto pelo plano e parte sob minha responsabilidade). A minha parte será de USD 4.496.00

Infelizmente, todos esses gastos acima - alguns totalmente nao planejados e outros bem previsíveis - nao estavam considerados no meu orçamento. Ainda assim, eu tenho algumas entradas de renda não consideradas no orçamento que vao me ajudar a atingir a meta de BRL 540K ao final do ano ... tenho bonus, restituição do IR no Brasil e restituição do IR nos USA e, finalmente, estou vendendo o apto.

Contrato ja analisado pelos advogados - e assinatura de documentação marcado para daqui algumas semanas. Isso vai possibilitar converter parte do patrimonio imobilizado em imovel em aplicações financeiras.


O patrimonio atual ainda esta na casa dos 430K - isso significa que tenho somente mais oito meses para conseguir os BRL 540K. O tempo esta apertando e preciso correr bastante para atingir as metas.

Eu também estou mal em relação as outras metas definidas ... ainda nao perdi peso, estou me alimentando mal, fazendo exercicios de forma irregular, nao estou lendo os livros que havia me proposto ... as coisas estao ficando complicadas.

As vezes parece que tenho milhares de coisas para resolver ao mesmo tempo e só quero ficar um tempo sem precisar focar em nada - relaxar a mente. Preciso também organizar melhor o trabalho e gerenciar a ansiedade para poder dedicar tempo e energia para as outras atividades.

Esse mes de Maio também sera bem corrido ja que estou no meio do processo para aquisição de imovel nos USA e isso nao é uma tarefa muito relaxante, muito pelo contrario.

Mas vamos em frente porque nao podemos perder de vista a meta ao final do ano.

Um grande abraço,

16 comentários:

  1. item 3. Estude bem sobre contribuir ou nao com o INSS.
    Minha sugestão: como você tem menos de 45, ainda não vejo muita vantagem de contribuir com o INSS. Entendo que vale mais a pena pegar esse valor e investir por conta própria.
    Se você fosse mais velho, tendo contribuído com uns 60-70% do período que você precisaria para se aposentar, acho que valeria a pena continuar com o INSS.

    Sucesso sempre, meu amigo!!
    Abraço
    IM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola IM - tudo bem ? Pois é, essa analise que esta sendo um pouco dificil. Eu contribuo para o INSS desde os 16 anos ... ja sao aproximadamente 20 anos de contribuição e a Sra EP contribui há 10 anos aproximadamente ... essa é a duvida se continuo contribuindo ou não - realmente a decisao nao é facil.

      Um grande abraço,

      Excluir
  2. porra mas vc é barbeiro pracas..já não é o segundo problema com carro que tens ai nos EU? Carai

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola anon - tudo bem ? Não - voce interpretou errado. Esse é o primeiro problema que tenho com carro na minha vida. O problema que voce se refere aqui nos USA se deve ao fato de eu estar dirigindo com minha habilitação brasileira; que supostamente seria valida por 6 meses, mas como eu tenho um visto de trabalho, a habilitação era valida somente por 1 mês.

      Por esse motivo, eu levei uma multa - mas o advogado conseguiu remover a multa e a denuncia, exatamente porque eu nao estava dirigindo de forma perigosa - apenas estava com informação errada sobre a possibilidade de dirigir com minha habilitação brasileira. O problema foi resolvido um mes depois, quando eu fui aprovado no meu teste de direção e consegui minha habilitação americana.

      Um grande abraço,

      Excluir
  3. INSS só valeria a pena se você tivesse pouco tempo para usufruir desta renda/benefício, e NO BRASIL. Você mora fora e planeja viver fora pro resto da sua vida.

    Vc é novo, sai dessa! INSS vai quebrar, ou, no mínimo, será muito diferente do que conhecemos hoje, quando da sua aposentadoria. Lembrando que a idade mínima também vai mudar, e se seus planos de parar de trabalhar aos 55 anos se mantiver, você continuará pagando INSS até os seus 68 anos (pós reforma proposta)

    Não faz o menor sentido.

    Pegue esses 1300 reais e invista em outra coisa mensalmente. Considere como despesa a pagar, não como uma nova receita, só mude o destino do investimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Animal - tudo bem ? Voce colocou alguns pontos bem interessantes ... o fato de eu morar fora nao seria um impeditivo para a questao do INSS. Alias, se considerar o INSS como uma especie de seguro também para caso de invalidez - é algo que é bem mais dificil nos USA.

      Considerando a proposta de lei - eu ainda teria perto de 30 anos de contribuição para me aposentar no Brasil - considerando 65 de idade. Depois de atingir os 30 anos eu poderia parar de contribuir, mas o calculo do beneficio seria extremamente afetado.

      Eu estou exatamente pensando em investir esses aproximadamente USD 300 / mês na minha conta 401K como contribuição extra.

      Um grande abraço,

      Excluir
    2. Bem, não havia levado em consideração teus 20 anos de contribuição. Aí é pra se pensar.

      Mas no caso da sua esposa, eu interromperia completamente.

      Excluir
    3. Ola Animal - sim, para o caso da minha esposa, a decisao é mais facil.

      No meu caso, quando eu imagino ficar pagando mais 30 anos para atingir a idade de aposentadoria - dá até um aperto no coração. Se colocar em uma base de juros de 0.5% a.m - essas contribuições de BRL1.300 por mes (minha contribuição e da Sra EP somadas) durante 30 anos, eu tenho aproximadamente BRL 1.312.398 (um milhão e trezentos mil) ...

      O reajuste dos pagamentos da previdencia nao acompanham a inflação, mas para ser conservador - eu vou considerar um rendimento real de 3% a.a (acima da inflação) - e ai eu teria aproximadamente BRL 764.651 ... se colocarmos uma retirada de 4% daria um valor de BRL 30.586 / ano ou BRL 2.548 / mês. Também nao é uma coisa muito ruim ...

      Também teria possibilidade de retirada do Social Security se ficar trabalhando aqui ate os 65 anos de idade - óbvio que nao quero isso, mas é um complemento. De acordo com a simulação no site do social security - eu teria uma retirada de USD 1.613 dolares - outro bom complemento.

      Um grande abraço e obrigado por fomentar a analise e discussão.

      Excluir
  4. Quanto tempo você e a esposa tem de contribuição ao INSS? acredito que se tiver menos da metade do tempo necessário, vale a pena continuar a pagar.

    Sobre a venda do seu imóvel, vai precisar vir ao Brasil para assinar o contrato, ou faz por procuração para algum parente ou advogado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola SP - tudo bem ? Eu tenho aproximadamente 20 anos de contribuição e a Sra EP tem 10 anos de contribuição, aproximadamente. Eu contribuo para o INSS desde os 16 anos - eu estaria aproximadamente na metade do tempo de contribuição ... se contribuir por uns 40 anos, ai ja daria para solicitar aposentadoria (lei atual); mas de acordo com a proposta da reforma da previdencia - ai eu teria uns 30 anos pela frente para contribuição.

      Sobre a venda do imovel - nao vou precisar ir ao Brasil. Transação sera feita usando a procuração que foi feita quando deixei o pais.

      UM grande abraço,

      Excluir
  5. Olá EP,
    Então, você tocou em um assunto bem importante, ou seja, quando fala do INSS no Brasil que está pagando. Realmente é uma despesa complicada, pois não sabemos se vamos usar no futuro, já que não temos certeza se um dia voltaremos. Eu também estou neste dilema. Uma opção que pesquisei é você fazer uma contribuição sobre o mínimo, pois até 5 anos esta contribuição sobre o mínimo não afetará sua aposentadoria no futuro, pois no cálculo da aposentadoria o INSS descontará uma parte das suas menores contribuições. Estou pensando em fazer isso. Ainda não migrei para os EUA, o processo do visto está correndo, mas preciso também decidir. Claro que dentro dos 5 anos precisarei decidir. Espero que até lá tenha um melhor cenário de como será minha vida.
    Abraços,
    ED.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola ED - tudo bem ? Sim, a contribuição sobre o minimo nao é uma ideia ruim - poderia ser considerado como o pagamento de um seguro contra invalidez ou incapacidade de trabalhar. E ainda poderia receber "um pequeno pagamento" no momento da aposentadoria. Entretanto, sempre é dificil prever o que poderá acontecer com a previdencia daqui 30 anos - e talvez seria melhor considerar essa despesa como pagamento de um seguro por aqui e investir o dinheiro no mercado.

      Claro que a decisao é dificil - por esse mes eu ja paguei o INSS e preciso continuar analisando para ver se encontro uma alternativa interessante.

      Um grande abraço,

      Excluir
  6. Ola EP,

    queria ate te mandar um email para tirar umas duvidas que nao tem muito a ver com este post especifico, mas tem a ver com o blog. Agredeco se puder me responder.

    Vi em um post anterior que vc comparou uma renda de 13mil mensais no Brasil com seu salario atual nos EUA de 92k anual.
    Eu estou exatamente na mesma situacao. Minha renda eh pouco mais de 13k, mas temos atualmente a renda da esposa, que ajuda.
    A proposta da minha empresa eh para um salario maior nos EUA, perto de 110k anual bruto (so que em um estado que paga mais imposto do que a Floria, seria em WI).

    So que nos EUA eu tambem teria que levar a esposa e tem o tempo que ela ficaria desempregada e a casa ficaria somente por minha conta.

    Do seu ponto de vista, seria uma mudanca que diminuiria meu padrao de vida?
    Moro em SP.


    Abs.,
    IGOR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Igor - tudo bem ? Pode mandar email no execpobre@gmail.com

      Minha renda ja mudou desde que cheguei nos USA (felizmente). Meu salario anual agora (desde Jan) é de USD 115K / ano. Eu nao sei exatamente a renda da sua esposa, então é dificil saber quanto seu padrao de vida vai ser afetado.

      Isso também depende muito do Estado - voce mencionou que ira morar em Winsconsin, eu nao conheço os custos por lá, mas com certeza voce vai ter gastos importantes de luz e gas por casa do inverno rigorooso. O mesmo em relação a manutenção do carro e casa.

      Também nao tenho detalhes dos custos na Florida - apesar de ter alguns amigos morando por lá. Eu sei que voce nao paga State Tax por lá, mas tambem sei que o valor de aluguel e casa esta muito alto porque muitos americanos se mudam para lá quando aposentam e isso cria uma inflação.

      O "pior lugar" do ponto de vista de custo seria a California na regiao do Vale do Silicio - as empresas de tecnologia criaram uma inflação enorme por lá e é quase impossivel morar por lá. Claro que se voce tiver um cargo muito bom com salário enorme - então nao tera essa preocupação.

      Mas como voce esta indo para Winsconsin nao acho que tera esse problema. Claro que sempre tem o risco de consumir mais do que o necessario - aqui nos USA é impressionante o numero de facilidades, promoções, propagandas, etc... que tentam te induzir ao consumo. É sempre necessario estar atento as armadilhas. Eu tenho um amigo que ganha USD 167K / ano e ele nao consegue economizar nada .... sempre tem alguma reforma, aquisição, projeto em andamento e drenando os recursos. Se perder o emprego hoje - nao consegue chegar no final do mes sem usar o cartao de credito.

      Um grande abraço,

      Excluir
  7. Ola EP! Estou passando por um dilema pareceido em relacao ao INSS! No meu caso o Canada possui acordo previdenciario com o Brasil entao por enquanto apesar de nao estar contribuindo no Brasil, meu periodo aqui esta sendo contabilizado (isso ate Jan/2020 quando comeco meu periodo FIRE!). Eu tenho menos tempo que voce de contribuicao (cerca de 13 anos) e com a nova proposta tambem teria mais de 30 anos de contribuicao a fazer. Dilema bem dificil! rsrsrs.. Os EUA nao possuem acordo previdenciario com o Brasil?

    Abs,
    Executivo Investidor
    www.executivoinvestidor.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim - o colega AA40 publicou um tempo atras a resolução do governo confirmando o acordo de previdencia com os USA. Para falar a verdade, nao esta claro para mim como isso funciona - o tempo é contabilizado, mas como voce nao faz contribuições, como fica o calculo do beneficio ? Eu nao consegui entender direito.

      Um grande abraço,

      Excluir