segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Agora Vai !!! Offer Letter Assinada e Preparativos para Trabalhar nos USA

Ola pessoal - tudo bem ? Como acabei de colocar no titulo dessa postagem, finalmente recebi minha oferta de trabalho nos USA. Olha, eu posso dizer que foi um dos períodos de maior ansiedade que tive na vida, pois essa negociação iniciou quase na metade do ano e veio chegar a conclusão somente agora; ou seja, quase seis meses de idas e voltas, de ofertas e contra-ofertas, negociações sem fim e espera por aprovações de documentos e reuniões de RH para aprovação de vaga.

Veja as postagens relacionadas:




Essa é a burocracia que empresas multinacionais apresentam, mas o importante é que foi possível chegar a um final feliz. Houve alguns ajustes na proposta negociada e o principal deles é que tive de ceder em USD 3.000 / ano para fechar o acordo em um nivel mais baixo e evitar novos "loopings" de aprovação que iria trazer.

Apesar de ser uma redução importante no salário (-3,15%), eu acabei conversando com a Sr. EP e chegamos a conclusao de que o mais valioso nessa negociação é exatamente o compromisso da aplicação para o Green Card colocado em contrato. Como o salário está longe de ser um salário ruim; entendemos que vale a pena abrir mão de um percentual relativamente baixo do salário em prol de garantir a assinatura imediata da offer letter e iniciar o processo do visto L1.

Com a revisão da offer letter - eu aproveitei para verificar que outros beneficios a empresa oferece no contrato local e qual o custo para os funcionários - e como eu já esperava, o maior custo está sobre o seguro-saude e vou falar mais sobre isso mais adiante na postagem.

É impressionante a diferença cultural quando se fala sobre a responsabilidade do Estado e do cidadão com um americano e com um brasileiro. Sem nenhum julgamento de valor, pois existem lugares com Estado bem participativo e com excelente qualidade de vida e existem lugares com Estado participando de forma minima na vida do cidadão e também com excelente qualidade de vida.

Mas foi interessante a conversa com um futuro colega nos USA falando sobre as despesas de saude que teve com a familia porque o filho quebrou o braço (coisa simples) jogando futebol americano. Algo que aqui nao ia custar nada para ele - lá houve um custo de USD 12.000; sendo que ele pagou do próprio bolso o limite do deductible que era USD 4.800 no seguro saude escolhido por ele. Pois é - as coisas sao diferentes na Terra do Tio Sam. É interessante como o lugar com a medicina mais avançada do mundo também é o lugar onde as pessoas enfrentam serios problemas para ter acesso ao sistema de saude. Mas tirando a conversa com meu colega a parte, quero detalhar um pouco com voces sobre o plano de beneficios basico para os funcionários da empresa lotados nos USA.

Elegibilidade: para ser elegivel aos beneficios que vou comentar, voce tem que ter um cotnrato de trabalho que preve no minimo 30 horas de trabalho / semana. Além disso, sao elegiveis o funcionário, conjuge e filhos até 26 anos. Beneficios médicos sao ativos desde o primeiro dia de trabalho e os demais beneficios sao ativos no primeiro dia após completar 90 dias de trabalho. Colocado esses esclarecimentos, segue os beneficios basicos e o custo de cada um deles:



1 - Cobertura Medica (Seguro Saude): esse é o beneficio mais importante que uma empresa oferece nos USA. Para compreender melhor, é necessário entender alguns conceitos e como funciona por lá, já que a empresa oferece 03 possibilidades de plano que vou chamar BASICO / MEDIO / COMPLETO.



O primeiro ponto a ser considerado é o premium, ou seja, o valor que voce paga mensalmente para ter o seguro saude, mas acontece que nos USA o valor é descontado em cada paycheck, ou seja, quinzenalmente. Mas, para facilitar o entendimento, eu coloquei os valores mensais referentes aos custos dos beneficios.

O segundo ponto é o deductible, que em uma analogia simples pode ser considerado como se fosse a franquia do seu seguro do carro, mas nesse caso, a franquia do seu seguro saude. Isso quer dizer que além de pagar a sua mensalidade, voce arca com o valor do deductible até o limite estabelecido. Obviamente, o plano com menor mensalidade tem um deductible mais alto.

O terceiro ponto é o out of pocket (fora do bolso) que é um mecanismo criado para nao levar todos a falencia. Ele funciona exatamente como o nome diz, é o valor maximo que vai sair do seu bolso; mas claro que nao esta considerado o valor do premium. Nessa conta entra somente o valor do deductible e do copay. Ao ultrapassar o limite estabelecido no ano, a seguradora passa a arcar com todos os custos (menos o premium). Entao se tiver necessidade de uma intervenção medica muito cara, o valor maximo que irá pagar será o estabelecido no out of pocket, dependendo do plano escolhido.

O quarto ponto é o copay, ou seja, é o quanto voce paga de cada procedimento medico até atingir o limite do deductible.

O quinto e sexto ponto sao as consultas medicas com o Primary Phisician (clinico geral) ou Specialist (medico especialista). O plano BASICO estabelece um pagamento percentual sobre o valor da consulta e os planos MEDIO e COMPLETO estabelecem valores fixos.

O setimo e oitavo pontos tratam dos serviços Inpatient (internação) e Outpatient (sem internação) e ai pode começar a fazer uma diferença grande no seu bolso, uma vez que os planos mais baratos estabelecem um valor percentual a ser pago, porém esse percentual só vale depois de atingir o valor do deductible. Antes disso, voce é responsavel por 100% dos custos e nao é dificil as cifras atingirem o seu valor do out of pocket maximum com um unico procedimento médico.

O nono ponto é a visita ao Urgent Care, ou seja, um passo antes do Emergency Room (que seria nosso pronto socorro). Por isso, os americanos vao ao medico (principalmente, o Emergency Room) só em ultimo caso. O valor do atendimento em hospitais é muito superior ao valor do atendimento em clinicas especializadas.

E, finalmente, o valor que voce paga para cada prescription (receita médica) para medicamentos. Nesse caso, obviamente compensa pegar as receitas de 90 dias, pois o valor sai mais em conta (para casos de remedios de uso continuo).



2 - Cobertura Odontológica: outro item que tem custo muito alto nos USA é a visita aos dentistas. Existe diversos relatos de pessoas que esperam ao maximo e aproveitam uma visita ao Brasil para fazer o tratamento dental que necessitam. Os valores que me passaram explicam o motivo para isso, sendo que só existem duas opções de planos odontologicos: BASICO / COMPLETO


Como voces podem ver, quase todas as intervenções odontologicas ficam muito caras porque o plano começa a pagar apenas depois do deductible; e ainda assim, voce terá de arcar com um custo percentual (e nao valor fixo) sobre o tratamento necessário. Talvez seja interessante incentivar o Estagiário Pobre a virar dentista nos USA.



3 - Cobertura Oftalmologica: o plano cobre exames, lentes de oculos e lentes de contato a cada 12 meses e custo de armação de óculos a cada 24 meses. Existe uma taxa de USD 10,00 de copay para cada exame e o reembolso maximo para lentes é de USD 75,00 e de armação é USD 140,00. A taxa mensal para esse plano é de USD 3,22.



4 - Flexible Spending Account (FSA): trata-se de uma conta com vantagens fiscais, uma vez que seu dinheiro é depositado antes de descontar impostos (pre-tax advantage) e isso reduz a sua base para calculo do imposto. A conta funciona como uma especie de conta-poupança e a cada pagamento um determinado valor é depositado nessa conta (antes dos impostos) e o dinheiro pode ser utilizado para despesas medicas ou cuidado com dependentes. Existem tres tipos de contas disponiveis:

Health Care FSA - permite pagar despesas medicas, odontologicas e oftalmologicas dedutiveis; além de pagar as depesas de copay medico. Permite também pagar por receitas medicas e óculos ou lentes de contato. A contribuição maxima é de USD 2.600/ano e o dinheiro pode ser utilizado a partir do primeiro dia após o primeiro pagamento.

Limited Health Care FSA - essa conta permite pagar apenas as despesas odontologicas e oftalmologicas e tem o valor de contribuição maximo também de USD2.600/ano.

Dependent Care FSA - essa conta permite pagar despesas relacionadas ao daycare (creche) e também programas After School (aulas ou atividades extras) e a contribuição máxima é de USD2.500/ano.

O ponto de atenção aqui (pegadinha do malandro) é que voce tem de gastar o dinheiro no ano que a contribuição foi feita, ou seja, o que voce depositou em 2017 tem de ser gasto em 2017. A exceção é que voce pode carregar USD 500,00 para o próximo ano. qualquer valor acima de USD500,00 nao utilizado entra na regra "use it or lose it"

A tabela abaixo é um exemplo que recebi para entender melhor como funciona uma FSA:


Portanto, a FSA é uma conta que te ajuda a economizar em impostos e pode ser um bom beneficio se voce tem despesas medicas constantes ou planejadas. Existe o risco de voce gastar pouco e deixar mais de USD500 na conta e acabar perdendo o dinheiro. Mas como o jeitinho brasileiro existe em todo lugar, um colega ja me avisou que todas as farmacias aceitam dinheiro da FSA e como elas vendem de tudo (sao quase um mercado), voce pode utilizar o dinheiro por lá e nao perder nada.



5 - Health savings Account (HSA): é também uma conta com beneficios fiscais, mas somente disponiveis para aqueles que escolhem o plano médico Basico. Como o plano Basico tem os valores mais altos de deductible, voce pode depositar dinheiro nessa conta para fazer frente as despesas médicas mais altas nao cobertas pelo plano Basico. O grande beneficio dessa conta é que se voce deixar a empresa, voce leva o dinheiro com voce e nao existe o regra do "use it or lose it", ou seja, voce pode ir colocando dinheiro lá (livre de impostos) para poupar para despesas medicas futuras, já que os fundos nao expiram nunca. Além disso, a empresa faz um deposito de USD1.000/ano na conta HSA dos funcionários.



6 - Life and Accidental Death Insurance Coverage: o famoso seguro de vida. A empresa oferece o seguro básico (sem custo para o funcionário) que tem o valor máximo de um salário anual, limitado a USD100.000



7 - Disability Insurance Coverage: é uma especie de seguro contra invalidez. O seguro é dividido em invalidez temporaria (de oito dias até 13 semanas) e cobre 2/3 do seu salário semanal (limitado a USD2.500/semana); e também invalidez permanente (acima de 13 semanas) que também cobre 2/3 do salário semanal, porém limitado a USD 3.500/semana. 



8 - 401(k) Retirement Savings Plan: a famosa previdencia complementar, que deveria se chamar somente previdencia, já que nos USA a aposentadoria através do Social Security é bem complicada. Aqui trata-se de um plano de aposentadoria, onde voce é automaticamente registrado no plano contribuindo com 3% do seu salário. Isso é uma forma de fazer todos pouparem, uma vez que a adesao é automatica e se voce nao quiser participar deverá enfrentar a burocracia para pedir sua exclusão do plano. A empresa contribui com 100% do valor do empregado até um limite de 4% do salário, sendo que a partir desse limite o funcionário continua contribuindo sozinho. Por ser um plano tax advantage, ou seja, as contribuições sao deduzidas antes dos impostos, voce reduz sua base de calculo do imposto de renda e ja parte com um investimento com rentabilidade de 100% sobre o seu aporte, já que a empresa aporta valor igual, dobrando as contribuições feitas.Aqui é um jeito do funcionário poupar 8% do salário bruto automaticamente.


Existem alguns outros beneficios que a empresa oferece, tais como: proteção do trabalho por ausencia nao paga de ate 12 semanas devido nascimento de filho (somente para mulheres), adoção ou doença grave na familia. Beneficio de assessoria juridica permanente para revisao de contratos, compra de imovel ou automovel, acidentes e disputas com seguradora medica, além de serviço de proteção contra roubo de identidade (um problema enorme nos USA) e serviço de aconselhamento psicologico relacionado a problemas familiares e conjugais, abuso de alcool e drogas, stress, sindrome do panico, depressao e outras doenças psicologicas.


Em geral, esses sao os beneficios oferecidos pela empresa que eu nao havia mencionado antes na minha negociação e vieram detalhados na minha offer letter já assinada. Agora resta fazer as contas e entender qual o melhor plano medico para minha familia e verificar o meu orçamento para os USA.

Na proxima postagem eu vou detalhar o meu orçamento domestico para os USA e as minhas metas para 2018. Com essas grandes mudanças eu penso muito em vender meu imovel no Brasil e ficar totalmente liquido de forma a manter rendimentos na conta e viver os proximos 3 a 5 anos de aluguel, até entender um pouco melhor o mercado imobiliário americano e verificar se vale a pena comprar um imóvel por lá.

Um grande abraço,

30 comentários:

  1. Cara muito interessante a postagem. Nunca tinha visto nada parecido no que tange detalhes. Essa sua série de postagens é de grande valia para mim, pois pelo andar das coisas também serei promovido a um trabalho no exterior. Obrigado!

    Quando a preservação de sua identidade, se é que você se importa com isso, cuidado tem muito stalker por aí.

    Certamente será uma experiência formidável e um propulsor para a conquista do seu "FIRE". Isso sem contar o benefícios para sua família.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola anon - tudo bem ? Que bom que gostou venho tentando abrir um pouco mais de detalhes para que os colegas possam acessar a postagem, comentar, interagir e contribuir de alguma forma com a comunidade de finanças que se formou nos ultimos anos.

      Claro que me preocupo com minha identidade, até porque vivemos em um pais que nao é um exemplo de segurança e voce pode ficar exposto (ou mais exposto) a situações de violencia por as pessoas saberem do seu patrimonio ou coisa assim. Infelizmente, se as coisas caminharem para uma exposição maior do que eu desejo, o destino do blog será o mesmo de colegas como Mobral, Doutor Honorarios, etc...

      Vou tentar continuar compartilhando o maximo possivel de informações com voces, mas ainda assim preocupado com a questão do anonimato.

      Um grande abraço,

      Excluir
  2. Parabéns EP, você está realizando o sonho de muitos que é viver num país decente! Que você e sua família sejam muito felizes na terra do tio sam!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Micro Investidor - tudo bem ? Com certeza é um sonho sendo realizado. Principalmente depois que transferencia na empresa anterior acabou nao dando certo e naquela epoca eu tinha uma expectativa muito maior do que tenho hoje.

      Atualmente, eu acredito que consigo enxergar um pouco melhor os prós e contras desse tipo de transferencia e abrir a mente para aproveitar a experiencia de viver em outra cultura. Claro que existem ainda outros beneficios como melhorar o idioma, ter acesso ao mercado de capitais mais desenvolvido do mundo, mais segurança, acesso a muitas opções de lazer, sistema de educação excelente, etc...

      Um grande abraço,

      Excluir
    2. sistema de educacao excelente? Vai pagar credito estudantil?
      nao fique deslumbrado..isso aqui é foda pra caralho...vivia melhor no interior do RS do que aqui em Chicago!

      Excluir
  3. Farmacêutico Investidor15 de janeiro de 2018 18:23

    Parabéns EP! Essa oportunidade realmente vai te agregar bastante, não há dúvida! Agora em relação aos custos do plano de saúde, vale mencionar também que o preço dos medicamentos não é regulado como no Brasil. Aqui os preços de cada fármaco são definidos pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos - já o FDA (Food and Drug Administration - a ANVISA deles) não tem uma política de controle de preços. Por um lado, isso te dá acesso a métodos terapêuticos altamente sofisticados, mas por outro, encarece muito determinados tipos de tratamentos.
    Esse fato advém do processo de desenvolvimento de um fármaco, que apresenta riscos consideráveis de fracassar mesmo após aprovação regulatória, como foi o caso do Vioxx.

    Aguardamos seu post sobre as primeiras impressões lá nos EUA! Abraços e tudo de bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola FI - tudo bem ? Nao sabia sobre a questão de regulamentação de preços de medicamentos - obrigado pelo seu comentário.

      Vou tentar manter um ritmo de postagens a medida que cada etapa do processo for ocorrendo (visto, mudança, consultoria fiscal, etc...) e com certeza, teremos postagens regulares sobre as coisas que me chamarem a atenção lá nos USA.

      Um grande abraço,

      Excluir
  4. Esse 401k se não me engano o imposto e cobrado após a morte.
    Esse sistema de saúde funciona sus quanto mais vc conhece mais nojo da. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Soldado - o SUS tem bastante problema, com certeza. Mas é um sistema universal e relativamente abrangente, coisa que nao existe nos USA. Os custos de Saude nos USA sao elevadissimos, apesar da boa qualidade recebida no atendimento.

      O 401K é um plano que as contribuições sao isentas de imposto, bem como os rendimentos durante a acumulação; entretanto o imposto é pago no momento do withdraw (retirada). funciona basicamente como nossos planos de previdencia privada por aqui.

      Um grande abraço,

      Excluir
  5. Parabéns EP, já tem a previsão de quando será a mudança? O bebê já pode viajar? Cara que rolo esse negócio de plano de saúde !! talvez seja bom você continuar pagando um plano aqui no Brasil se não for onerar tanto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola SP - tudo bem ? Ainda nao tenho previsao para mudança, ja que a entrada para o processo do visto no consulado americano vai ocorrer em alguns dias. Após a entrada no processo, tem o tempo do consulado para processar o visto, as entrevistas necessarias e, se tudo der certo, receber os passaportes em casa com os vistos aprovados.

      O estagiário Pobre poderá viajar sem problemas.

      Quanto a pagar um plano de saude no Brasil nao faz muito sentido do ponto de vista financeiro. Eu teria duas despesas com saude - uma no Brasil e outra nos USA; mas como pretendo viver por lá, acredito que nao se faz necessário ter um plano também por aqui. Valeria mais a pena optar pelo plano mais completo (nao sei ainda se vou fazer isso) e limitar o total das despesas em USD 6.000 ... ou até mesmo escolher o plano basico e manter uma reserva de emergencia dos USD 12.000 (out of pocket maximum) no plano básico. vale lembrar que assim como no Brasil, também nos USA as despesas de saude sao utilizadas para abater o imposto de renda (diminuir a base de calculo do imposto).

      Um grande abraço,

      Excluir
  6. EP,

    Já morei por um ano lá, fazendo intercambio Hugh school, mas mantenho bastante contato com a família que morei. Sugiro a você, conversar com um bom contador. Meu "irmão" América no comprou uma casa apenas para diminuir o imposto a pagar, pois o governo desdobrava do IR o valor dos juros pago na compra da casa própria. Mas não sei se era o IR estadual (alguns estados tem) ou federal.
    De toda forma, parabéns pela conquista e espero que você e sua esposa se adaptem bem aos EUA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola anon - tudo bem ?

      Terei uma assessoria contabil / fiscal para fazer a declaração do impsoto de renda no primeiro ano, mas com certeza eu irei contratar alguem para me ajudar nos anos seguintes. A legislação tributaria americana permite diversas manobras para diminuir a base do imposto - comprar casa é uma delas já que os juros do financiamento imobiliário podem ser deduzidos do imposto de renda. A conta tem que ser feita de foram mais abrangente porque ter uma casa por lá também traz muitas despesas como o seguro obrigatório, o property tax e as manutenções obrigatórias para manter a casa de acordo com o estipulado pela associação dos moradores do bairro (HOA).

      Eu vou para um Estado que nao tem imposto de renda estadual e isso ajuda bastante a simplificar o processo, pois terei de fazer apenas uma declaração.

      Um grande abraço,

      Excluir
  7. Olá, EP.

    Antes de mais nada os meus parabéns a você, amigo. Sagacidade na negociação, sabedoria ao ceder e uma boa jornada lhe esperando na terra do Tio Sam. Estaremos aqui na torcida pelo seu sucesso, nos mantenha informados.

    Uma dúvida: o que você vai fazer com seus investimentos no Brasil? Existe uma certa burocracia para mantê-los, inclusive algumas corretoras não são habilitadas a manter conta de não residente. Apenas recomendo você a olhar com carinho essa questão, pois estou tendo alguma dificuldade com a minha corretora para manter meus investimentos no Brasil.

    Sucesso, amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Ceariba - tudo bem ? Ainda estou com bastante duvida do que vou fazer com meus investimentos aqui no Brasil. Estou também enfrentando a mesma burocracia e dificuldade para achar uma corretora que mantenha conta de nao residente.

      Eu ja resolvi esse problema com o banco (vou fazer uma postagem sobre isso), mas esta dificil com a corretora. Como eu irei aguardar um periodo, talvez o dinheiro fique na propria conta poupança ou talvez em um CDB do meu banco.

      A coisa ficará mais atrativa após green card (caso aprovado) pois ai eu venderei meu imovel e o valor aplicado ficará mais alto. Nesse momento, irei verificar a taxa de cambio e talvez eu transforme em USD e leve o dinheiro para os USA. De qualquer forma, essas decisões serão tomadas nos proximos dois anos.

      Um grande abraço,

      Excluir
  8. Parabéns!
    Como sempre, aqui estou acompanhando as postagens e muio feliz por ti.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola anon - muito obrigado pelo comentário e pelo incentivo.

      Um grande abraço,

      Excluir
  9. 🙌🙌🙌🙌🙌🙌🙌🙌
    Vá na fé e na paz!!!!
    Tudo certo pra um futuro próspero.
    Abc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola OK - obrigado pelo incentivo. Estou bastante motivado para essa nova fase.

      Um grande abraço,

      Excluir
  10. Magistral, EP.

    O nível das últimas postagens é de um conhecimento e detalhamento sem precedentes na Blogosfera de Finanças. Diria até na internet brasileira, pois esse tipo de conteúdo em português é coisa rara de se ver. Eu e todos os leitores só temos a agradecer pela sua iniciativa de compartilhar tudo isso.

    No aguardo pela próxima postagem!

    - Mark

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Mark - tudo bem ?

      Que bom que as pessoas estao gostando das postagens um pouco mais detalhadas. Acho que essa é uma forma de contribuir com o conteudo da blogosfera de finanças e espero poder continuar detalhando os proximos passos.

      Um grande abraço,

      Excluir
  11. Boa sorte para seu novo trabalho, espero que corra tudo bem nos Estados Unidos.

    Abraço e sucesso em 2018.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola DIL - muito obrigado pela visita e comentário.

      Um grande abraço,

      Excluir
  12. EP, não nos conhecemos mas torço por voce como se fosse um amigo. Acho que a finansfera acaba unindo desconhecidos em prol de crescimento pessoal e profissional. Parabéns!

    Tive um conhecido que foi para os EUA em posição executiva também, e me contava algumas dificuldades de lá, especialmente com relação à saúde (como vc descreveu) e os TAXES. Fazer imposto de renda lá é um parto, parece que eles só recentemente sairam do papel e aceitam declarações digitais rsrs . Ele também teve dificuldade com o tal credit score, mesmo ganhando bem. E tinha um esquema doido de leasing de carro lá, que eu nunca entendi direito.

    Aliás, americano tem umas incongruências dessas com relação a tecnologia que não entendo. Quando eu fui lá há alguns anos, ainda se mandava dinheiro DENTRO DE ENVELOPE para pagar algumas coisas. Salários eram pagos em CHEQUES. Cansei de ver computador de tubo com windows XP em pleno 2013... enfim, é um país bem doido.

    Não deixe de visitar o "Reddit" página de "Personal Finance" que eles dão boas dicas relacionadas à finanças com foco nos EUA, já que a maioria é de lá. IRA, 401K, index funds (abra uma conta na Vanguard!)

    Boa sorte e sucesso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola animal - tudo bem ? Muito obrigado pela torcida - acho que a blogosfera tem esse poder de transformar desconhecidos em amigos virtuais - é algo bem interessante.

      Os USA também tem sua burocracia e complicações ... para um leigo é muito complicado fazer a declaração de IR por lá, o credit score também merece um post a parte. É algo muito complicado ... vou tentar me organizar e colocar essas postagens em pratica brevemente.

      Um grande abraço,

      Excluir
  13. Acompanhando seu blog e como já foi contado toda a sua trajetória, realmente, parabéns! Quem diria que o "menino do Senai" que queria jogar vôlei iria chegar longe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola anon - muito obrigado pelo comentário. Eu tenho um certo orgulho da minha trajetória, mas também sei que eu tive oportunidades que muitos nao tiveram. Entao o que eu posso fazer é agradecer e tentar aproveitar essas oportunidades todos os dias.

      Um grande abraço,

      Excluir
  14. Que post excelente, EP!

    Parabéns pelo nível de detalhamento. Muito bom mesmo!

    Desejo todo sucesso do mundo para você nesta nova jornada. E nos contemple com mais e mais posts assim!

    Forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Termmos Reais - tudo bem ? que bom que gostou do post. Vou tentar manter um detalhamento maior possivel nas postagens. Tenho varios temas que pretendo falar e vou tentar manter uma frequencia adequada nas postagens. Apesar de o blog ser um hobby e uma forma de trocar opiniões com os colegas, também é interessante compartilhar as experiencias.

      Um grande abraço,

      Excluir
  15. Espero que esta sua empolgacao nao se transforme em decepcao como no meu caso...

    ResponderExcluir